Euro R$ 3,84 Dólar R$ 3,26

Publicidade

Ensino

Criança feliz é criança na escola

Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

A educação é um dos pilares mais significativos do avanço de uma sociedade, e se bem assistida e aplicada, transforma sonhos em realidade e vidas para melhor. O ciclo da Educação Básica inicia na Educação Infantil, com frequência obrigatória a partir dos 4 anos de idade. Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil (DCNEIs), a Educação Infantil tem como objetivo “garantir à criança acesso a processos de apropriação, renovação e articulação de conhecimentos e aprendizagens de diferentes linguagens, assim como o direito à proteção, à saúde, à liberdade, à confiança, ao respeito, à dignidade, à brincadeira, à convivência e à interação com outras crianças”, relata a direção da escola Medianeira.

Criança na escola

Nessa fase, a criança é estimulada a socializar com outras crianças e a explorar o mundo a sua volta. Maria Biesek, mãe das alunas Alana e Brenda de 3 e 9 anos, estudantes do Nível 1 e do 4° ano  afirma que “A Educação Infantil é muito importante para o desenvolvimento da criança, porque ela sai do convívio familiar e passa por um período de adaptação, onde tudo é novo e há uma sensação de medo e angústia, mas cabe a nós, pais, passarmos tranquilidade aos filhos, junto com seus educadores. Se a criança ingressa na escola já nesta etapa, acaba sendo mais fácil a transição para o Ensino Fundamental, pois ela já conhece o ambiente escolar e vai estar mais preparada para avançar.

O professor de Educação Infantil deve proporcionar à criança o exercício da autonomia e o brincar como forma de aprendizagem. No Marista Medianeira, a Educação Infantil é planejada em cada uma de suas etapas, dos 3 aos 5 anos de idade, considerando o desenvolvimento das múltiplas linguagens que compõem o currículo: linguagem corporal, linguagens plásticas, músicas e sonoridades, desenho e grafismo, leitura e escrita, linguagem matemática e linguagem tecnológica, considerando que, em cada nível, há objetivos de aprendizagens específicos.

Para a mãe dos estudantes Laura e Vicenzo, do Nível 2, Sandra Mariga Bordini, é na Educação Infantil que as crianças têm a oportunidade de serem estimuladas nas fases corretas, respeitando o tempo de desenvolvimento de cada uma delas. “Tenho gêmeos de 5 anos e me surpreendo a cada dia com as novas habilidades, construção da identidade e independência que eles desenvolvem na escola. Também considero que neste período é muito importante a convivência e relacionamento com outras crianças, possibilitando que se tornem mais responsáveis, aprendam limites, a compartilhar momentos e outros fatores importantes para toda a vida”, destaca Sandra.

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas