Euro R$ 3,94 Dólar R$ 3,34

Publicidade

Erechim

Parceria entre Legislativo e município beneficia pacientes em consultas oftalmológicas

Por Assessoria de imprensa
Foto Divulgação

O resultado de uma parceria que tem dado certo pôde ser constatado na manhã do último sábado (2), quando pacientes que estavam na fila de espera junto a Secretaria Municipal de Saúde para realizar uma consulta oftalmológica tiveram esta realizada na Clínica de Olhos Santa Luzia, através da união da Câmara Municipal de Vereadores e Prefeitura Municipal. Depois da liberação, da Casa Legislativa, de R$ 2 milhões, oriundos da economicidade de 2017, sendo R$ 1 milhão para a Fundação Hospitalar Santa Terezinha e R$ 1 milhão a Pasta de Saúde, o que acabou por beneficiar os pacientes.

Na oportunidade, estiveram presentes o presidente do Poder Legislativo, Ale Dal Zotto, o prefeito municipal Luiz Francisco Schmidt e o secretário de Saúde, Dércio Nonemacher.

Em suas manifestações aos pacientes presentes, destacaram a importância da parceria entre os dois poderes e a clínica de olhos, o que possibilitou aliviar um pouco a demanda de consultas, como evitar que os atendimentos fossem realizados no município de Aratiba.

“É uma grande satisfação estarmos neste momento importante para a saúde de nosso município, como de cada um de vocês, de poder oportunizar as consultas em uma clínica de primeiro mundo, conhecida em todo do Brasil, e de ver a satisfação no rosto de cada um por estarem sendo atendidos. A economicidade da Câmara Municipal de Vereadores e a iniciativa em realizar o repasse dos valores a Fundação Hospitalar e a Pasta de Saúde foram fundamentais para que este momento fosse uma realidade”, destacou Dal Zotto.

 Luiz Schmidt destacou que a comunidade que trabalha unida transpõe seus obstáculos e vence suas lutas com menor dificuldade. O trabalho unido estimula todos a laborar ainda mais.

Por sua vez, Dércio Nonemacher pontuou que, com esse mutirão que está sendo realizado, através do repasse de recursos da Câmara Municipal de Vereadores à Secretaria da Saúde, se quer diminuir a demanda que está na Pasta há mais de dois anos, eliminando gradualmente as cerca de 1.380 consultas de acuidade visual que estão represadas. 

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas