Euro R$ 3,92 Dólar R$ 3,20

Publicidade

Erechim

Comercialização de uvas inicia neste domingo

Por Najaska Martins - najaska@jornalbomdia.com.br
Foto Arquivo BD/Najaska Martins

Neste ano a programação será realizada em estrutura montada na Feira do Produtor

Inicia neste domingo (14) a comercialização de uvas e seus derivados na Festa di Bacco. Neste ano, a programação será realizada em estrutura montada junto à Feira do Produtor, na Rua JB Cabral, no centro da cidade. Para esta edição, está prevista a participação de mais de 30 produtores de Erechim e também de municípios da região. Além da fruta, serão vendidos produtos de agroindústrias, como panifícios, embutidos, queijos, flores e artesanato.

A programação deste e dos próximos cinco domingos inicia às 14h e se estende até as 19h. O técnico da Emater Walmor Gasparin adianta que neste ano o preço médio do quilo da uva varia de R$ 3,50 a R$ 4 inicialmente. Sobre a qualidade da fruta, ele destaca o sabor. “Como tivemos um índice de chuvas menor, consequentemente a concentração de umidade foi menor, o que resulta em uvas mais doces e saborosas”, salienta.

O evento contará ainda com mateada e apresentações artísticas. O coordenador cultural da festa, Charles Oldoni, adianta que estarão presentes os grupos culturais italianos Avanti, Gilé e Stela Alpina, além da invernada do CTG Galpão Campeiro e os músicos Carlinhos Steiner, com acordeon e voz; bem como Claudio Vicentini e Antônio Carvalho, com violão e voz.

Oldoni ainda faz um convite à comunidade para que os moradores visitem a festa. “Chegamos a mais uma edição da Festa di Bacco e seu sucesso só é possível com a participação da comunidade, que pode comparecer tanto para adquirir a uva, seus derivados e demais produtos que são comercializados, mas também para aproveitar uma tarde em família, já que a programação contará com apresentações artísticas e mateada. Também é uma maneira de vivermos as raízes da cultura italiana, da qual grande parte da região é descendente, além de assistirmos apresentações de talentos locais”, completa.

Publicidade

Blog dos Colunistas