Publicidade

Segurança

Brigada Militar procura bandidos que assaltaram banco em Quatro Irmãos

Por Antonio Grzybowski
Foto Antonio Grzybowski

A Polícia Civil analisa imagens do circuito interno de segurança para identificar os assaltantes que invadiram e roubaram a agência do banco Sicredi na cidade de Quatro Irmãos. O crime ocorreu às 10h da manhã, minutos após a agência ter sido abastecida com dinheiro por um carro forte. Quatro homens armados com um fuzil, uma espingarda calibre 12 e duas pistolas, desceram de um veículo Golf preto furtado na quarta-feira (1º) em Passo Fundo e dispararam três tiros que quebraram os vidros da porta interna de acesso. Na sequência renderam o vigia, roubaram a arma e o colete salva vidas do segurança, determinaram a rendição de clientes e funcionários e levaram os malotes com dinheiro. O montante roubado não foi divulgado. Na saída do banco foram disparados mais 13 tiros para assustar os moradores e evitar a perseguição. Ninguém ficou ferido.

Agência está fechada para realização de perícia e será reaberta apenas na segunda-feira (5).

De acordo com o delegado regional de polícia, José Roberto Lukaszewigz, a investigação sobre o caso será realizada em conjunto pela Polícia Civil de Passo Fundo e Erechim, por meio da Delegacia Especial de Furto Roubo Entorpecentes e Captura (Defrec). Lukaszewigz informa que as informações iniciais dão conta que os cinco bandidos fugiram em direção a Transbrasiliana BR 153 e, possivelmente, seguiram para a região do Planalto Médio. Além das armas todos os assaltantes usaram toucas ninja para esconder o rosto. O primeiro carro utilizado no assalto foi queimado, dificultando a identificação da quadrilha por meio de impressões digitais.

Nesta fase inicial de investigação a Polícia Civil não descarta a possibilidade do assalto ser praticado por uma quadrilha especializada, ou até mesmo por iniciantes. Sobre a relação do assalto em Quatro Irmãos com as duas tentativas de furto registradas na noite de quarta-feira (31) nas agências do Bransirul e dos Correios da cidade de Entre Rios do sul, o delegado disse que até o momento não há elementos que aproximem as ocorrências.

Caçada aos ladrões

A Brigada Militar realiza buscas para localizar os assaltantes. Policiais militares de Erechim, Getúlio Vargas e do Pelotão Especial de Passo Fundo, percorrem, deste ontem (1º), estradas e visitam propriedades na tentativa de localizar os bandidos que não foram mais vistos após o assalto. A última informação é que a quadrilha fugiu em um "Gol bolinha", cinza ou prata.

O major Uilson Cecconello, responsável pelo batalhão da Brigada Militar do Alto Uruguai, comanda a operação que não tem prazo para encerrar. Durante a tarde, Cecconello fez uma apelo para que a população ajude com informações. A maior dificuldade, segundo o militar, é obter respostas de possíveis testemunhas, que na maioria das vezes, temem represálias dos bandidos. Informações podem ser repassadas pelo telefone 190.

Durante a tarde Cecconello esteve na prefeitura para conversar com as autoridades do poder Executivo. O prefeito Adilson do Valle (PP) estava em viagem e foi representado no encontro pelo chefe de gabinete Ajulcir De Quadros. Na audiência foi discutida a necessidade urgente de implantação do sistema de segurança por meio do georreferenciamento. O projeto que visa oferecer maior segurança no meio rural, por coincidência, foi discutido na última segunda-feira, em Quatro Irmãos, durante reunião promovida pelo Conselho Comunitários Pró-Segurança Pública e contou com a presença de lideranças dos municípios de Erebango e Ipiranga do Sul.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas