Euro R$ 3,99 Dólar R$ 3,25

Publicidade

Segurança

Réu é condenado por homicídio qualificado

Por Kaliandra Alves Dias
Foto Kaliandra Alves Dias

O Tribunal do Júri da Comarca de Erechim condenou um réu acusado de homicídio qualificado. A sessão de julgamento, presidida pelo juiz Marcos Luís Agostini, titular da 1ª Vara Criminal, foi realizada na tarde de quinta-feira (1) e se encerrou na parte da noite.

Daniel Juba foi condenado pela morte de Alexandre Pedrotti que ocorreu em 23 de agosto de 2015, em Barão de Cotegipe. De acordo com a denúncia do Ministério Público, baseada no inquérito da Polícia Civil, Juba, por volta das 02h20, na RSC 480, no estabelecimento denominado "Casa de Pedra", matou a vítima que trabalhava como segurança no local onde era realizado um baile. 

Durante a sessão do júri, Daniel admitiu conhecer a vítima de outras festas, e que não teve desavenças antes do crime ocorrer. Ainda em depoimento diante dos jurados na tarde de ontem (1), Juba admitiu não ter carteira de motorista, registro da arma e nem porte para carregá-la. Em resposta à Stela Bordin, promotora do Ministério Público, Daniel Juba revelou que portava a arma dentro do veículo para se proteger dos inimigos.

Daniel Juba foi condenado a 16 anos e 6 meses em regime fechado, devido a quantidade de pena. Pelo homicídio qualificado a Alexandre Pedrotti, Juba foi condenado a 13 anos, e pela tentativa contra Carlos Alberto Ferraz de Oliveira Vicenzi, Daniel recebeu a pena de 3 anos e 6 meses. 

Publicidade

Blog dos Colunistas