Publicidade

Rural

Curso oferecido pelo Cetre Erechim atrai mineiros

Pai e filho buscam capacitação na área de grãos

111.jpg
Por ÂncoraTerezinha Vilk/Emater
Foto Divulgação

A Emater/RS-Ascar abriu o calendário 2018 do Centro de Treinamento de Agricultores de Erechim (Cetre), com o curso de Secagem e Armazenamento de Grãos. A capacitação iniciou na terça-feira (6) e encerrou hoje (08), com a participação de 19 produtores, sendo dois de Minas Gerais. José Geraldo Zangrandi (53), e seu filho Atila Augusto Zangrandi (23), do município de Jesuânia, percorreram mais de 1.200 quilômetros para participar do curso.

Na cidade mineira, pai e filho cultivam arroz, numa área de 60 hectares. Eles vieram em busca de conhecimento visando à construção de silos. José Geraldo conta que a intenção é construir em breve um silo com capacidade para armazenar seis mil sacas de arroz. O produtor destacou as vantagens que o armazenamento na propriedade pode proporcionar à família, como ganhos econômicos, de logística e tempo. “Hoje a gente colhe, seca e já comercializa”, explicou. Outra vantagem, segundo ele, é a redução do tempo do cultivo. Além de participar no Cetre, os mineiros vão conhecer experiências de silos destinados ao armazenamento de arroz no município de Santa Cruz do Sul. Zangrandi elogiou a infraestrutura do Cetre. O produtor disse que além do conhecimento adquirido no curso, vai levar os contatos com os técnicos da Emater/RS-Ascar “para manter vínculo”.

As orientações práticas e teóricas são repassadas pelos instrutores Carlos Angonese, Claudio Kochhann, Antonio Pandolfo e Murilo Marcon. Nos três dias de atividade, foram abordados temas como o conhecimento do grão, coletas de amostras e padronização de métodos, secagem de grãos, manejo integrado de insetos e roedores, e aspectos construtivos na armazenagem de grãos. Também integra a programação uma visita, nesta quinta-feira (08/02), à unidade armazenadora da família Bandiera e de Josemar Testolin, localizadas em Paulo Bento.

A Emater/RS-Ascar orienta os produtores a construírem silos de acordo com as necessidades de cada propriedade rural, e desenvolve projetos de crédito e de unidades armazenadores. “O produtor que tem silo consegue guardar o grão com qualidade e baixo custo”, destaca Angonese, ao citar que as próximas edições deste curso estão agendadas de 19 a 21 de junho e de 17 a 19 de julho.

Capacitações

Neste ano, o Cetre, que é coordenado por Jorge Silvano Silveira, passa a oferecer os cursos de Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares, que será realizado de 2 a 4 de outubro; e Dieta da Vaca Leiteira, que será ministrado em dois módulos. O módulo 1 acontece dias 10 e 11 de maio e 2 e 3 de agosto. E o módulo 2 pode ser cursado em 21 e 22 de junho ou 16 e 17 de agosto.

Além destes, o Cetre oferece cursos de bovinocultura de leite; boas práticas de fabricação; panificação e processamento de farináceos (pães); panificação e processamento de farináceos (biscoitos e bolachas); citricultura; produção artesanal de bolos e tortas; massas frescas e salgados; gestão de agroindústrias. Os cursos contam com o apoio do Sicredi e da Cresol. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (54) 3321-0973 ou site www.emater.tche.br, no link dos Centros de Treinamento.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas