Publicidade

Segurança

Marido de catequista é denunciado por matá-la em razão de divorcio e não querer dividir o patrimônio

mpestanciavelhaasdgsad.jpg
Por Ministério Público
Foto Divulgação

O Ministério Público ofereceu à Justiça de Estância Velha, nesta quinta-feira, denúncia contra Cesar Luís Velho, 54 anos, pela morte da esposa, a catequista Elaine Maria Tretto, 51. Conforme a denúncia, apresentada pelo promotor de Justiça Bruno Amorim Carpes, o crime foi cometido por motivo torpe, com emprego de meio cruel, mediante recurso que dificultou a defesa de Elaine e por razões da condição do sexo feminino da vítima. Ele também foi denunciado por constrangimento ilegal aos quatro alunos que estavam no local e por possuir e manter arma de fogo e munição sem permissão.

O crime

No dia 31 de agosto de 2017, por volta das 19h, no interior da Paróquia Nova Estância, em Estância Velha, Cesar Luís Velho entrou no local porque possuía cópia da chave. Armado, ele surpreendeu a vítima durante a aula de catequese, amarrou e amordaçou os alunos e, em seguida, vendou os olhos da vítima, amordaçou-a e atou seus punhos com anilhas plásticas. Depois, ele a arrastou ao banheiro e a espancou com inúmeros golpes no rosto, tórax e membros. Ele a asfixiou com a utilização de um laço de corda ao redor do pescoço.

De acordo com as investigações, a vítima queria o divórcio e, como o denunciado não queria partilhar o patrimônio comum do casal, decidiu cometer o assassinato.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas