Publicidade

Estado

Governo gaúcho reúne-se com ministro da Segurança Pública

Representantes do RS se reuniram com o ministro da Segurança Pública, no Palácio da Justiça

Palácio da Justiça
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

Demandas gaúchas, como a permanência da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) no Rio Grande do Sul e a necessidade de agilizar a licitação do presídio federal de Charqueadas, foram reforçadas com o ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, na manhã desta terça-feira (17), em Brasília. O governador José Ivo Sartori, o procurador-geral Euzébio Ruschel e representantes do Estado reuniram-se com o órgão federal e solicitaram ainda a liberação de recursos de convênios existentes para reaparelhamento da Brigada Militar e investimentos em inteligência, com saldo próximo a R$ 34 milhões.

O ministro afirmou conhecer a realidade do Rio Grande do Sul e deve estender a permanência da Força Nacional de Segurança Pública na capital. Jungmann vai avaliar a situação dos convênios e priorizar a pauta penitenciária. "É uma questão nacional, que estamos enfrentando", destacou.

O presídio federal de Charqueadas está orçado em R$ 42 milhões, com vagas para 218 apenados. A licitação será encaminhada pelo governo federal após a finalização dos estudos geotécnicos necessários para a elaboração do projeto.

Na última semana, o secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer, também esteve em Brasília, representando a Região Sul, para tratar do Sistema Único de Segurança Pública.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas