Publicidade

Estado

“Foi o RS que ganhou a eleição”, afirma Sartori

Atual governador disse aceitar o resultado nas urnas e afirmou que termina o pleito com o respeito dos gaúchos e gaúchas

Sartori concedeu entrevista na noite deste domingo
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

Em coletiva de imprensa concedida por volta as 19h de domingo (28) em Porto Alegre, o governador José Ivo Sartori concedeu coletiva de imprensa por volta das 19h de domingo (28), falou dos resultados nas urnas. O emedebista encerrou o segundo turno do pleito com46,4% dos votos, enquanto o candidato eleito, Eduardo Leite (PSDB), alavancou 53,5% dos votos. “Ganhar ou perder uma eleição, na democracia, deve ser sinal de conciliação, fraternidade e também humildade. É assim que eu recebo o resultado de hoje nas urnas. Foi o Rio Grande do Sul que ganhou a eleição”, disse.

Durante a coletiva, Sartori disse que o primeiro turno dessas eleições selecionou duas propostas com muitas semelhanças. Assinalou que houve divergências e críticas, mas a eleição mostrou que o Rio Grande do Sul está no rumo certo e o retrocesso, rejeitado. “Tenho a tranquilidade de poder olhar os gaúchos e as gaúchas, e minha família de cabeça erguida e com paz de espírito. Chegamos até aqui sem vitória eleitoral, mas com o respeito dos gaúchos e das gaúchas”.

Sartori agradeceu o apoio da família e da equipe, a mobilização dos partidos coligados, coordenadorias regionais, prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, das pessoas que levantaram bandeira, visitaram casas, se posicionaram nas redes sociais. “Aos partidos que estiveram conosco, especialmente os de primeira hora: MDB, PSD, PSB, PR, PSC, PATRIOTA, PRP, PMN e PTC. Obrigado aos candidatos a deputados que estiveram conosco e aos que se somaram no segundo turno. Obrigado ao Jairo Jorge e ao Mateus Bandeira, que nos apoiaram por livre convicção, ao DEM e ao PSL”

Ao cumprimentar o candidato eleito, Sartori disse: “Cabe a Eduardo (Leite) ter espírito público para dar continuidade aos bons projetos e, claro, imprimir seu estilo e as novidades que ele deseja”. Reconheceu que o povo gaúcho decidiu que a mudança precisa de renovação. “Eu aceito essa decisão. Desejo ao Eduardo, ao delegado Ranolfo e às suas equipes muito sucesso na nova jornada! O Eduardo, a partir de 1º de janeiro, será o governador de todos os gaúchos. E pode contar com a minha colaboração”.

Publicidade

Blog dos Colunistas