Publicidade

Estado

Eduardo Leite dá início ao processo de transição no RS

O governador José Ivo Sartori colocou integralmente a equipe à disposição do novo governo

A conversa entre Eduardo Leite e José Ivo Sartori foi amistosa e respeitosa
Por Assessoria
Foto Luiz Chaves/Palácio Piratini

O governador eleito do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, reuniu-se com o governador José Ivo Sartori, no Palácio Piratini, na manhã desta segunda-feira (05). O encontro marca o início da transição entre os dois governos. No fim da reunião, o governador eleito manifestou-se em relação as próximas etapas da transição. “Registro a boa disponibilidade do governador ao nos receber e colocar integralmente sua equipe à disposição para ajudar. A conversa foi amistosa e respeitosa. Temos um mesmo destinatário final das nossas ações, que é o povo gaúcho e, portanto, estabelecemos a partir de hoje um processo de transição, identificação e diagnóstico de tudo o que está em andamento no RS, especialmente em relação as contas públicas, que é a nossa primeira preocupação”, afirmou.

Eduardo Leite destacou que apresentou expediente inicial com pautas prioritárias, como o andamento das negociações do Regime de Recuperação Fiscal (RRF), a concessão de incentivos fiscais, a abertura de capital da empresa Banrisul Cartões, a venda de sociedade de propósito específico da CEEE-GT, o andamento de editais de concessão de estradas bem como a preocupação com o andamento de serviços que devem ser continuados, como a Operação Verão. Eduardo Leite também informou que nesta terça-feira serão divulgados os nomes que vão integrar a equipe de transição. “Vamos apresentar até amanhã de manhã a comissão de cinco nomes que integrarão oficialmente a comissão por parte do governo eleito que estará em contato com o governador José Ivo Sartori para que a transição se estabeleça do ponto de vista técnico entre os dois governos”, afirmou.

O governador eleito também afirmou que a prorrogação das alíquotas de ICMS foi outro tema abordado no encontro. “Falamos ao longo da campanha eleitoral que somos a favor da redução de impostos e que há necessidade de manutenção das atuais alíquotas pelo período de dois anos, para que possamos promover uma revisão do sistema tributário gaúcho. Estamos levando adiante aquilo que nós falamos na campanha eleitoral, que é a necessidade de manutenção das atuais alíquotas”, disse. De acordo com Eduardo leite, o governador Sartori colocou-se à disposição para enviar o projeto com o pedido de manutenção das alíquotas à Assembleia Legislativa. “Nesta semana nós temos a expectativa de encerrar a etapa de elaboração de uma minuta que será apresentada ao governador e para que ele possa fazer o encaminhamento para a Assembleia”, informou.

Eduardo Leite também esteve reunido com o procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen. No encontro ressaltou que fez ao Ministério Público sua primeira visita institucional, visto que esteve na sede da instituição durante a campanha para se apresentar como candidato e vem agora, como governador eleito, reafirmar o compromisso de diálogo e de parceria para o bem do Estado. Disse, ainda, que ao longo de sua gestão pretende realizar reuniões constantes com o MP para a discussão de pautas em comum. Já no começo da tarde, o novo governador esteve reunido com a direção do Tribunal de Contas.

Publicidade

Blog dos Colunistas