0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Segurança

Corpo encontrado em Porto Lucena não é de bandido erechinense

Corpo foi localizado entre limite entre os municípios de Porto Lucena e Campinas das Missões
Polícia suspeita que erechinense fugiu para outro Estado
Comparsa do foragido erechinense foi preso nesta manhã
Por Alan Dias
Foto Alfredo Alberto Kall/Rádio Navegantes e PC Divulgação

A polícia identificou o corpo encontrado no final da manhã de terça-feira (7), em uma área de mata no limite entre os municípios de Porto Lucena e Campinas das Missões e confirmou que não se trata do criminoso erechinense, Ezequiel David Trindade, de 30 anos, apontado como autor do tiro que matou o soldado da Brigada Militar, Fabiano Heck Lunkes, 34 anos, após assalto ao Banco do Brasil de Porto Xavier.

O cadáver encontrado ontem é de Alexandre Pacheco da Silva de 44 anos, natural de Gravataí. Entre outros crimes, possuía antecedentes por roubos e homicídio. Ao lado do corpo os policiais encontraram uma mochila com dinheiro e um fuzil.

As buscas pelo erechinense continuam e qualquer informação que leve ao seu paradeiro pode ser repassada para a polícia, através dos telefones 190 (Brigada Militar) e 181 (Disque Denúncia da Polícia Civil). O sigilo é garantido.

Nesta manhã, a Brigada Militar confirmou que, após a informação de um morador, foi preso o comparsa de Trindade, Luciano Aguilar de Mattos, de 43 anos, numa área próxima de onde foi realizado o cerco policial. Com ele foram encontrados um revolver calibre 38, um carregador de fuzil com munição e pequena quantidade de dinheiro.

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas