0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Erechim

Tem lei, vamos limpar a cidade? Vamos deixar Erechim mais bonita?

Temos bons exemplos em Erechim, mas iniciativa exclusiva do setor privado
Por Rodrigo Finardi
Foto Rodrigo Finardi

O município de Erechim vem tomando ações para revitalizar o centro. Praças, reforma do Viaduto Rubem Berta, reforma do prédio da prefeitura, reforma do chafariz, e acho isso grandes iniciativas de revitalizar espaços públicos. Mas algo me incomoda. E incomoda profundamente. Existe uma lei de 21 de dezembro de 2015, aprovado por unanimidade pelos vereadores da legislatura anterior. O projeto era denominado “Erechim, Cidade Limpa”. O projeto de requalificação do centro comercial e principalmente histórico de Erechim, numa parceria com a prefeitura, CDL e s IAB (Instituto de Arquitetos do Brasil).

Essa lei foi discutida em audiência pública e depois chancelada pelo Conselho das Cidades. Como se vê um projeto de várias mãos, pensando uma grande ideia, para deixar o centro da cidade mais bonito, mais limpo, e para atrair além de consumidores, turistas pela riqueza de nossa Art Decó. 

A lei regulamenta o tipo de anúncio (tamanho das placas) em edificações que compõe o centro comercial, além de padronizar cores a serem utilizadas nos prédios. Placas não podem ser do tamanho que é hoje, escondendo a história. O projeto traz em detalhes como deve ser estes letreiros.

O prazo para implantação do projeto era de 12 meses para a região central (deveria ser final de 2016, início de 2017) e de 18 meses para os demais bairros da cidade Mais uma das tantas leis que existem e que infelizmente não ‘pegam’. Existe movimento de conscientização de entidades com comerciantes, mas está na hora da prefeitura entrar em ação de forma mais enérgica, pois cabe a ela executar. Os bons exemplos passam pela iniciativa privada como o Durli Business Center, Galeria Todeschini e mais alguns nas três primeiras quadras da Avenida Maurício Cardoso

 

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas