13°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,23 Dólar R$ 3,76
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,23 Dólar R$ 3,76

Publicidade

Ensino

Escolas realizam dia de estudos da Base Nacional Comum Curricular

Professores se reuniram para planejar alterações em documentos das escolas
Na Escola Estadual Normal José Bonifácio a atividade foi coordenada pela professora Marlene Campesat
Por Amanda Mendes
Foto Amanda Mendes

A segunda-feira (17) foi diferente em todas as escolas do País, com o "Dia D", momento em que os estudantes deram espaço aos professores intensificarem seus estudos sobre a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Nas instituições do Rio Grande do Sul também foram incluídas discussões acerca do Referencial Curricular Gaúcho (RCG). 
Para além de ensinar, a profissão do educador implica aprendizagens diárias ao longo de toda a carreira. Contudo, ontem, com as aulas suspensas tanto no sistema público, como no particular, as salas foram ocupadas pelos professores que fizeram uma formação em território. 
Na Escola Estadual Normal José Bonifácio, em Erechim, a direção convidou a professora Marlene Campesatto, que compõe a Comissão Regional de Formadores, para coordenar as atividades. "Este é o segundo "Dia D" realizado neste ano, que tem como objetivo a realização de estudos em território, ou seja, rever e estudar as concepções existentes no documento introdutório da BNCC e do RCG, posteriormente analisar as concepções das escolas e então inserir as alterações que a nova proposta de currículo está solicitando no Projeto Político Pedagógico (PPP)", pontuou em entrevista ao Jornal Bom Dia. 
Marlene explicou ainda, que a ação visa adequar os documentos que regem as instituições de ensino ao que a nova legislação exige. "Estamos estudando a BNCC e o RCG à luz da escola, com as concepções que ela carrega, para rever o PPP, bem como, o Plano de Estudos e o Regimento Escolar e adequá-los à lei", destaca, acrescentando também, que essa série de estudos prossegue até dia 30 de outubro deste ano. Depois dessas etapas de estudos os documentos das escolas serão encaminhados para ser aprovados e implementado em 2020. 
De acordo com a 15ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE), esse foi o segundo encontro e ainda terão mais dois "Dias D", nas seguintes datas: 29 de agosto e 23 de outubro. 

Dia de encontros e estudos 
Para Marlene, esses momentos criam oportunidades de encontro e, sobretudo, aprendizagem. "Esses "Dias D" são muito importantes, principalmente por dois motivos. Primeiro: a gente consegue encontrar nossos pares, é um momento em que todas as escolas param e conseguimos conversar sobre a profissão. Segundo: é um dia de estudo, revisão e reflexão sobre a escola. Esses espaços nos permitem debater como será daqui para frente e direcionar os rumos iremos seguir", citou à reportagem. 
Todavia, desta vez o exercício de traçar o futuro dos processos de ensino e aprendizagem tem um documento que direciona as escolas, por isso, Marlene avalia que a atividade tem uma importância imensurável. "Todas essas alterações estarão aliadas à legislação, afinal, a BNCC é hoje a normativa do ensino básico, bem como o RCG para as escolas gaúchas", complementou. 
A experiência também foi singular para a professora que já foi coordenadora do curso normal da Escola José Bonifácio. "Eu trabalhei aqui há muitos anos e continuo vinculada à escola. Quando recebi o convite fiquei muito feliz porque essa instituição é minha paixão e, sobretudo, eu gosto muito de estudar, então vir e trabalhar juntos aos professores é maravilhoso", concluiu Marlene. 


O que é a BNCC?
Conforme publicado pelo Ministério da Educação (MEC), a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da educação básica. Ela estabelece conhecimentos, competências e habilidades que se espera que todos os estudantes desenvolvam ao longo da trajetória escolar. 

O que é o RCF? 
De acordo com a publicação do Governo do Estado, o Referencial Curricular Gaúcho (RCG) foi homologado em dezembro de 2018 pelo Conselho Estadual de Educação (CEED) e pela União Nacional dos Conselhos Municipais de Educação (UNCME). O documento, elaborado em regime de colaboração entre a Secretaria Estadual da Educação (Seduc), a União Nacional dos Dirigentes Municipais da Educação (Undime) e o Sindicato do Ensino Privado no Rio Grande do Sul (Sinepe/RS), será o norteador dos currículos das escolas gaúchas a partir de 2019. As mudanças, que seguem as diretrizes da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC), valerão para a educação infantil e o ensino fundamental.

 

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas