14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Erechim

Audiência pública encaminha propostas contrárias à privatização da Corsan

teste
Divulgação
Por Assessoria de comunicação
Foto Divulgação

Na noite da última quinta-feira (13), o plenário da Câmara Municipal de Vereadores de Erechim recebeu a audiência pública que tratou de questões referentes à possível privatização da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) pelo governo do estado, além da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que tramita na Assembleia Legislativa com o objetivo de derrubar a exigência de realização de plebiscito para venda de empresas estatais.

O evento foi convocado pelos vereadores Anacleto Zanella (PT), Serginho Bento (PT), Ale Dal Zotto (PSB) e pela vereadora Sandra Picoli (PCdoB), e contou com a presença do secretário municipal de Planejamento, Gestão e Orçamento Participativo, Paulo Jeremias dos Santos; do presidente do Sindiágua/RS, Arilson Wünsch; do presidente da União das Associações de Moradores de Erechim (Uame), José da Cruz, além de funcionários da Corsan e representantes do Sindiágua/RS. O presidente da Federação das Associações de Municípios do Rio Grande do Sul (Famurs), Maneco Hassen, enviou um vídeo com seu posicionamento sobre o tema. A população participou através da transmissão ao vivo da TV Câmara pelo YouTube. Representantes do governo do estado foram convidados, mas não participaram.

Opinião dos parlamentares

           Para os vereadores proponentes da audiência, o debate foi de grande valor, já que muitas questões foram levantadas e as propostas aprovadas em plenário serão encaminhadas aos órgãos competentes. “A audiência pública alcançou plenamente seus objetivos, com participação online de mais de 100 pessoas que manifestaram sua posição pela retirada da PEC e contra a privatização da Corsan, já que a água é um bem essencial à vida e deve ser mantida pública. Como lideranças, precisamos informar a população, mostrar a verdade e contrapor os argumentos. Sabemos que a Corsan tem defeitos, muitas coisas que precisam ser melhoradas, mas quem faz isso é a gestão, com o investimento público do estado, com melhorias em infraestrutura e pessoal”, avaliam.

Propostas

            Ao final da audiência, foram apresentadas as seguintes propostas: 1) por ser um bem público, a água não pode ser privatizada; 2) retirada imediata da PEC citada; 3) aplicação dos recursos do Fundo de Gestão Compartilhada da Corsan em obras de água e saneamento em Erechim; 4) retomada do projeto Caleli, com o objetivo de preservar os rios que abastecem o município; 5) aplicação de recursos municipais, estaduais e federais em obras de qualificação do abastecimento de água e saneamento básico; 6) realização de estudos a fim de identificar as necessidades de cada município no que diz respeito à água e saneamento básico; 7) que o governo estadual pare de terceirizar os serviços que devem ser realizados pela Corsan. Todas as propostas serão encaminhadas ao governo do estado, à Assembleia Legislativa, à Famurs, à Associação de Municípios do Alto Uruguai (Amau) e à Prefeitura de Erechim.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas