14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Rural

Aratiba e região do Alto Uruguai representadas na Expointer

Família Dalla Vechia revela como construir uma história baseada na confiança do consumidor e produtos de qualidade

teste
Agroindústria Dalla Vechia de Aratiba presente na Expointer
Por Ragnara Zago
Foto Arquivo Pessoal

O anseio de todo consumidor, é encontrar produtos de qualidade, procedência e com “gostinho caseiro”, fugindo de quantidades exageradas de conservantes. Nas feiras de agricultura familiar, é possível adquirir esses alimentos, ou diretamente nas agroindústrias.

​Muitas empresas têm se destacado por possuírem sua marca registrada, estando presentes diariamente na culinária da população. Esse é o caso da Agroindústria Dalla Vechia, de Aratiba, administrada pelo casal Douglas e Angelisa que há muitos anos já participam de feiras municipais, regionais e estaduais, como a Expointer.

​“Estamos orgulhosos e felizes por estarmos participando da maior feira do Brasil, representando a nossa cidade de Aratiba e também o nosso Alto Uruguaigaúcho”, afirma Angelisa. Desde 2012, o fundador e pai de Douglas, Olir, produz embutidos de suínos, por isso a empresa é conhecida na região e participa há mais de 10 anos dos eventos. “As feiras são importantes para divulgar as pequenas empresas e os produtos que elas fabricam.Além da venda aos visitantes, torna possível novos contatos e negócios com futuros clientes”, salienta.

​Na Expointer 2021, a família Dalla Vechia está comercializando produtos como:

- Linguiça colonial defumada

- Salame tipo italiano

- Copa suína

- Lombo suíno

- Banha

- Torresmo

“Fabricamos produtos coloniais e artesanais de qualidade, com procedência e um sabor incomparável. A satisfação do cliente é nosso principal orgulho”

​Conforme Angelisa, o movimento da feira, comparando com as edições anteriores - com exceção à 2020 que aconteceu de modo remoto, está fraco. “Isso se deve em virtude das restrições da pandemia. Porém,estamos felizes em estar participando novamente de forma presencial. Sabíamos que seria uma edição diferente...como dizem: um novo recomeço”, declara.

​ A expositora ainda acrescenta que a participação no evento é um incentivo, após um período sem poder realizar atividades como essa. “É uma resposta unânime de todos que estão aqui expondo. A Expointer presencial está sendo um marco, um divisor de águas para as próximas feiras que virão”, frisa.

​Com relação as medidas de segurança durante o evento, os cuidados exigidos são restritos e seguidos rigorosamente. “Os protocolos são enormes, masnecessários para tornar possível a realização, e também para garantir a segurança dos expositores efrequentadores”, finaliza.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas