14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Segurança

Júri condena homem que tentou matar mulher com golpes de facão em Erechim

teste
Sessão foi realizada no dia 30, no Fórum de Erechim
Por Alan Dias com informações da Comarca de Erechim
Foto Alan Dias

Em sessão realizada na semana passada, o Tribunal do Júri da Comarca de Erechim condenou um indivíduo por tentativa de feminicídio triplamente qualificado.

O julgamento iniciou às 9h20min de quinta-feira (30) e se estendeu por mais de seis horas. Segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público, o acusado, atualmente com 26 anos, tentou matar, mediante golpes de facão, a ex-companheira, em situação de violência doméstica, mediante a utilização de meio cruel (vários golpes de facão) e do recurso que dificultou a defesa da vítima. O crime ocorreu no dia 8 de dezembro de 2019, na Rua Nilo Scalon, bairro São Vicente de Paulo.

A acusação postulou em plenário a condenação do réu pelo crime imputado, enquanto a defesa requereu o reconhecimento do homicídio privilegiado, ou seja, cometido por violenta emoção logo em seguida a injusta provocação da vítima e o afastamento das qualificadoras.

Ao final da sessão, os jurados decidiram pela condenação do réu e o juiz que presidiu os trabalhos, Marcos Luís Agostini, fixou pena de 13 anos e quatro meses de reclusão, para cumprimento em regime inicial fechado. O magistrado manteve a prisão do acusado, que responde preso ao processo. Cabe recurso da decisão.

 

Acusação e defesa

Na acusação atuou a promotora de justiça Daniela Fistarol, e como assistente de acusação, o advogado João Pedro Ribeiro Marques. A defesa foi realizada pelas advogadas Maíra Cazzuni de Lima, Karin Duarte Nunes, Stefani Amaral Silva e Priscila Souza da Rosa.

Este foi o terceiro júri realizado no mês de setembro em Erechim e para outubro, estão marcados outros três, nos dias 07, 21 e 28.

 

O crime

Conforme apurado pela reportagem do jornal Bom Dia, a mulher, então com 22 anos, sofreu cortes em várias partes do corpo, entre elas nos braços, no rosto e no crânio, foi internada em estado grave e precisou passar por procedimento cirúrgico. Ela estava em casa com uma amiga quando o local foi invadido pelo agressor.

Publicidade

Blog dos Colunistas