14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Erechim

Festa Di Bacco 2022: a festa da uva de Erechim

teste
Divulgação/PM Erechim
Divulgação/PM Erechim
Por Assessoria de Comunicação
Foto Divulgação/PM Erechim

Começa na próxima semana, a Festa Di Bacco 2022: a festa da uva de Erechim. O período tem início com a colheita da safra da uva, que será marcada por uma solenidade simbólica na quarta-feira (19), às 19 horas na propriedade ‘La Cantina Slongo’, destinada a produtores e convidados.

Já a Festa Di Bacco com comercialização de uva, vinho, produtos coloniais, artesanato, flores e atividades culturais iniciam no sábado (22). Serão dois finais de semana com atividades no Santuário Nossa Senhora de Fátima. Nessas atividades serão observados protocolos contra Covid-19 como uso de máscara e álcool em gel. A expectativa é que 21 produtores rurais e agroindústrias comercializem seus produtos. A organização não estimou a quantia de uva que deve ser vendida.

 

 

 

 

Festa Di Bacco 2022

Santuário N. Sra. de Fátima

Sábado (22/01) – 13h30 às 18h

Domingo (23/01) – 09h às 18h

Sábado (29/01) – 13h30 às 18h

Domingo (30/01) – 09h às 18h

 

A Festa Di Bacco é uma realização da Prefeitura de Erechim, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento e Segurança Alimentar, da Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo e da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, juntamente com a Emater/RS-Ascar, SUTRAF-AU, Feira do Produtor, Comissão da Uva e grupos italianos Avanti, Gillé, Stella Alpina.

Segundo o Escritório Municipal da Emater/RS - Ascar, no ano passado, foram colhidas 1100 toneladas de uva em 45 propriedades que cultivam parreirais. Neste ano, devido à estiagem, se estima que a produção tenha perdas de 10 a 20 por cento, mas sem afetar na qualidade do sabor da fruta.

O secretário de Agricultura, Abastecimento e Segurança Alimentar, William Racoski destacou a importância de valorizar esse período, em especial para a cultura italiana do município. “No ano passado, ainda tivemos uma comercialização mais tímida. Nesse ano, com a colaboração de todas entidades envolvidas, faremos uma Festa Di Bacco ainda mais característica, valorizando essa cultura dos imigrantes italianos e estimulando os produtores e agroindústrias”, explica.

 

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas