Euro R$ 3,82 Dólar R$ 3,25

Publicidade

Mundo

Bolsas da Europa: mercados fecham sem sinal único, com balanços em destaque

Por Estadão Conteúdo
Foto Arquivo BD

As praças europeias fecharam sem direção única nesta sexta-feira (3) com alguns resultados corporativos em foco, em um dia com poucos indicadores importantes. Além disso, os sinais da economia dos Estados Unidos estiveram no radar.
O índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em 0,31%, em 396,16 pontos, e na semana avançou 0,69%.

Novamente, balanços concentraram as atenções durante o pregão. O Société Générale, por exemplo, informou que seu lucro líquido recuou 15% no terceiro trimestre, na comparação com igual período de 2016, com queda também na receita. A ação caiu 4,04% em Paris. Já a da Renault teve ganho de 3,98%, após o governo da França informar que reduzirá sua participação na montadora dos atuais 19,73% para 15%. A Renault anunciou que recomprará 10% dessas ações para oferecê-los a seus funcionários.

Na agenda de indicadores, o índice dos gerentes de compras (PMI, na sigla em inglês) do setor de serviços do Reino Unido subiu de 53,6 em setembro a 55,6 em outubro, segundo a IHS Markit. Analistas previam queda a 53,4.
Nos EUA, ainda repercutiam duas notícias de ontem: o presidente Donald Trump indicou Jerome Powell, atual diretor do Federal Reserve (Fed, o banco central americano), para o comando da instituição, e os republicanos apresentaram seu projeto de reforma tributária. Agora, investidores esperam para ver quanto do corte de impostos prometidos pela Casa Branca se concretizará.

Na Bolsa de Londres, o índice FTSE-100 fechou em alta de 0,07%, em 7.560,35 pontos, e na semana subiu 0,74%. O papel da petroleira BP recuou 0,25% e o do Royal Bank of Scotland cedeu 1,14%, mas a Shell avançou 0,04%.
Em Frankfurt, o índice DAX avançou 0,28%, a 13.478,86 pontos, com ganho semanal de 1,98%. Bayer avançou 1,40%.
Na Bolsa de Paris, o índice CAC-40 teve alta de 0,14%, em 5 517,97 pontos, e na semana subiu 0,43%. 
O FTSE-MIB, da Bolsa de Milão, teve baixa de 0,14%, a 23.014,13 pontos, mas na semana avançou 1,54%. Fiat subiu 2,42%.
Na Bolsa de Madri, o índice IBEX-35 caiu 0,96%, a 10.357,80 pontos, e na semana teve ganho de 1,57%. Entre os bancos, Santander caiu 1,87%.
Em Lisboa, o índice PSI-20 caiu 1,44%, a 5.368,64 pontos, e na semana recuou 0,74%. (Com informações da Dow Jones Newswires)

 

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas