Publicidade

Geral

Como detectar se seu cão está gripado?

Tosse é o sintoma mais comum nos pets

Tosse é o principal sintoma
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

Assim como os humanos, os cachorros também ficam gripados. A traqueobronquite infecciosa canina, ou "gripe canina", pode ser causada pelos agentes virais Parainfluienza e Adenovírus, pela bactéria Bordetella bronchiseptica ou ainda pela combinação dos dois tipos de agentes.
A gripe canina também é chamada de Tosse dos Canis, isto porque o sintoma mais comum da doença é uma tosse constante, como se o animal estivesse engasgado. É uma doença na maioria das vezes de baixa gravidade, mas extremamente contagiosa, se espalhando rapidamente em locais onde há aglomeração de animais. Em casos menos comuns a gripe canina pode evoluir para pneumonia. Deve-se ter especial atenção aos filhotes e animais idosos, assim como àqueles portadores de doenças crônicas.
O sinal mais comum é a tosse, que pode ser seca ou acompanhada de secreção. O início da doença é súbito e pode ser confundido com a ingestão de um corpo estranho, pois o animal parece tentar se livrar de algo preso em sua garganta. Muitas vezes há produção de uma espuma branca, o que também dá a impressão ao dono de que o animal está com um quadro de vômito. Com o passar do tempo à tosse se torna mais evidente e constante. O animal também pode apresentar espirros e secreção nasal e ocular. O animal também pode apresentar febre e infecções secundárias. 
A gripe canina é uma doença que costuma ter curso breve. Tão logo se observe os sintomas, mantenha o animal aquecido, longe de correntes de ar, em repouso e com alimentação reforçada. Não deixe que o animal doente entre com contato com outros animais. De preferência, evite levá-lo a passeios na rua. É importante levar o animal para uma avaliação com o médico veterinário, pois dessa forma pode-se descobrir qual o agente infeccioso e agir de maneira direcionada.
Jamais medique seu cão por conta própria!

 

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas