Publicidade

Esportes

O artilheiro que realizou o sonho de jogar futebol

Jackson começou sua carreira profissional a menos de dois anos e tem se destacado pelos clubes que passou

Jackson foi um dos últimos reforços do Ypiranga
Por Edson Castro
Foto Edson Castro

O sonho de muitos meninos no Brasil é o mesmo: jogar futebol, se tornar um jogador profissional. E este também foi o desejo do menino Jackson Bernardo da Silva, que um dia cresceu, e embora se destacasse na “várzea”, parecia que nunca teria seu sonho realizado. E diante da precocidade do futebol atual, ser chamado aos 24 anos de idade para se tornar profissional, pode ter pego o jovem alagoano de surpresa, mas ele não hesitou em dar o próximo passo.

Hoje no Ypiranga, o jogador lembra do começo, lá no Sete de Setembro, time que disputou a Série A do Campeonato Alagoano em 2017. “Recebi a oportunidade e fiquei muito feliz, poder realizar um sonho de criança de ser jogador profissional”, recorda. E Jackson já começou a se destacar. Foi vice-artilheiro daquela competição. Depois, veio a oportunidade no sul.

No Inter de Santa Maria, em 2018, ele disputou a Divisão de Acesso e adivinhem: terminou como artilheiro. O bom futebol apresentado lá, chamou a atenção dos dirigentes do Ypiranga que o contrataram recentemente para a disputa da Copa Wianey Carlet.

Aqui no Colosso da Lagoa, atuou em quatro partidas até agora, duas como titular e já marcou três gols, dois somente no último sábado, contra o Elite. Mas não é somente com gols que ele quer ajudar o Ypiranga. “É claro que todo atacante quer fazer gols, mas meu primeiro objetivo é ajudar o Ypiranga a alcançar as metas do Clube, do time”, diz.

O atleta salienta ainda que foi “muito bem recebido em Erechim”. “Seja pela equipe, pela comissão técnica ou diretoria, todos me receberam muito bem. Estou feliz por estar aqui. Quando recebi a proposta de vir para cá não hesitei em momento algum, por entender a importância da vitrine que é o Ypiranga”, explica.

Jackson diz ainda que a sua intenção é seguir evoluindo no futebol. “Certamente vou seguir me empenhando para que cada dia possa estar melhor e ajudar o time. O futuro a Deus pertence, o que ele tiver reservado para mim aceitarei com muita alegria”, pondera.

Por ser ainda desconhecido no cenário gaúcho do futebol e principalmente do torcedor do Ypiranga, Jackson acredita que um bom trabalho no Clube irá lhe aproximar também do torcedor. “Certamente aos poucos vamos nos conhecendo melhor”.

Trabalho

O treinador Marcio Nunes retomou nesta terça-feira a preparação do time para o início do returno da primeira fase da Copa Wianey Carlet. O objetivo agora é o jogo contra o Elite, que acontecerá no próximo domingo, em Santo Ângelo.

Marcio deverá ter boa parte do elenco a sua disposição. Líder, a meta agora é seguir bem na tabela, para garantir vantagem na disputa das fases finais do torneio, que garante ao campeão uma vaga na Copa do Brasil.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas