Publicidade

Esportes

Saimon comemora bom momento no Ypiranga

Jogador destaca evolução na temporada e fala em garantir vaga ao clube na Copa do Brasil de 2019

Saimon defende o Ypiranga pela primeira vez como profissional
Por Edson Castro
Foto Edson Castro

O torcedor gremista conhece muito bem o zagueiro Saimon. O erechinense despertou para o futebol nacional no clube de Porto Alegre. Embora natural de Erechim, ele só veio vestir a camisa do Ypiranga como profissional no ano de 2018.

Antes, foi a Porto Alegre em 2009 onde ficou no Grêmio até 2014. De lá para cá passou por clubes como Vitória, Figueirense, Mogi Mirim e Passo Fundo. Em entrevista exclusiva ao jornal Bom Dia, o jogador fala sobre sua volta à Erechim, a importância de vestir a camisa do clube de sua cidade e diz acreditar na conquista da vaga na Copa do Brasil, através da Copa Wianey Carlet, onde o Ypiranga está na disputa.

JBD - Que avaliação você faz desta passagem que está fazendo pelo Ypiranga este ano, o quanto tem sido importante para tua carreira?

SAIMON – Minha passagem pelo Ypiranga está sendo muito positiva. Consegui fazer um bom número de jogos até agora, fiquei fora em alguns em determinado momento em função de estarmos disputando duas competições, mas tem sido muito bom para mim. Independente de não termos conseguido voltar à primeira divisão, acredito que fizemos bons jogos, mostramos ao torcedor e a direção a capacidade da equipe e que poderíamos ter conquistado algo melhor. Mas minha avaliação geral até agora é muito positiva.

 

JBD - O Ypiranga passou por dois momentos importantes este ano, de quase voltar à Série A do Gaúcho e outro de quase cair para a Série C no Brasileiro. Na tua opinião, porque houveram estes altos e baixos?

SAIMON – O ponto mais alto deste ano foi ter chegado às semifinais da Divisão de Acesso. Chegamos ali entre os favoritos, tínhamos tido uma boa campanha até então, mas não conseguimos a classificação. Acho que isso fez mal no momento, acabamos reagindo um pouco mais tarde dentro do Brasileiro e por isso deixamos de somar pontos importantes que poderiam nos colocar na briga pela classificação à próxima fase. Vale ressaltar que temos um grupo novo, formado este ano, muito jogadores que tiveram sua primeira experiência com competições nacionais e talvez em determinados momentos não soubemos separar bem as coisas o que nos fez perder pontos para equipes mais experientes e com mais vivência neste tipo de competição.

 

JBD - Hoje o Ypiranga vem fazendo uma boa campanha na Copinha, onde busca a vaga na Copa do Brasil. O quanto forte você acredita que o Ypiranga é nesta competição?

SAIMON – Com todo o respeito às outras equipes, acredito que o Ypiranga seja um dos favoritos. Sabemos que tem mais equipes qualificadas disputando a competição, vindos da Série A e da Divisão de Acesso deste ano, o que torna o campeonato bastante equilibrado. Mas acredito que podemos nos colocar entre os favoritos num grupo de seis clubes, mais ou menos, porém não tem como ter muito esta percepção na primeira fase. Acredito que com a chegada dos mata-matas, vamos ter uma noção mais clara, porém acredito que podemos chegar em boas condições de brigar pelo título.

 

JBD - Tua expectativa pessoal é seguir no Ypiranga no próximo ano, já começou a conversar sobre isso?

SAIMON – Não conversei com ninguém ainda sobre seguir ou não no Clube. Minha expectativa no início do ano era de ajudar a conquistar o acesso no Gaúcho e buscar estar ao menos entre os quatro classificados no grupo na primeira fase do Brasileiro. Infelizmente não conseguimos. Hoje não tenho como pensar nestas questões, porque minha primeira prioridade, não só minha, mas do grupo todo, é fechar o ano com o título da Copinha e levar o clube de volta à Copa do Brasil, depois a gente conversa e vê o que vai ser bom para ambos os lados.

 

JBD - Como é entrar em campo vestindo a camisa de um time da tua cidade, como tem sido as conversas com o torcedor no dia a dia?

SAIMON – É muito legal poder vestir a camisa do clube da minha cidade, onde participei da minha primeira escolinha, minha família, meus amigos acompanham o clube, são sócios. Eu estou muito feliz por ter superado a expectativa que as pessoas do Clube tinham sobre mim, as manifestações que recebo nas ruas. Foi importante ter esta retomada da minha carreira este ano no cenário nacional, tem sido muito gratificante e espero que termine o ano com o título da Copinha e esta vaga na Copa do Brasil, o que certamente seria um marco para mim e o Clube.

 

JBD - Como você ve este crescimento que o Clube Ypiranga teve nos últimos anos, a estrutura renovada, até onde você acredita que o Ypiranga pode ir nos próximos anos?

SAIMON – Creio que o Ypiranga é um clube muito grande no cenário estadual, a gente vê, guardadas as proporções de Inter, Grêmio, Juventude e Brasil PE, que hoje estão nas duas primeiras divisões do País, o Ypiranga com uma estrutura muito boa, numa cidade boa. Creio que a gestão atual vem fazendo também uma boa administração, com pessoas corretas, honestas e tenho certeza que com isso em pouco tempo o Ypiranga voltará a ter seu espaço  na elite do futebol estadual e fazendo boas campanhas no Brasileiro, quem sabe um dia chegar à Série B do nacional.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas