Publicidade

Esportes

Goleiro Gritti: da base à titularidade do Ypiranga

Gritti comemora maior sequência de jogos este ano
Por Edson Castro
Foto Edson Castro

Quando deixou a base do Ypiranga para ir atuar no Grêmio, o jovem goleiro Gritti tratou de não cortar vínculos com o clube de Erechim. E algum tempo depois, ele regressou para passar a intregrar o elenco principal do Canarinho.

De 2016 para cá, Gritti vem sendo cada vez mais aproveitado pelos treinadores que passaram pelo Colosso da Lagoa. Mas foi com Márcio Nunes que ele teve a maior quantidade de partidas como titular. Nas contas do próprio jogador, já são cerca de 30 jogos em 2018, bem mais que os 15 em que entrou em campo na última temporada

E ele comemora este novo momento. “Ano passador fui ter mais oportunidades no final do ano, mas em 2018 sim tenho conseguido estar jogando e isso me deixa muito feliz. Acredito que desde que cheguei aqui (Colosso da Lagoa), em 2016, evoluí bastante e isso significa estar mais em campo”, pontua o goleiro.

Ele não quer pensar no futuro. “O foco agora é a Copa (Wianey Carlet), onde o Ypiranga busca uma vaga na Copa do Brasil. Temos que nos concentrar nisso, para depois pensar no que vamos fazer em 2019”, amplia Gritti.

Mas de qualquer maneira, o goleiro espera manter a evolução em sua carreira. “Se caso seguir, espero poder contribuir ainda mais do que neste ano”, enfatiza. Gritti e o goleiro Rodrigo tem se revezado no gol do Ypiranga, conforme a convocação do treinador Marcio Nunes para as partidas.

Mais experiência

Gritti diz que o fato de ter atuado mais em 2018, significa estar mais experiente. “Procuro aproveitar o máximo cada oportunidade que tenho. Em 2017 haviam dois bons goleiros defendendo o Clube e acredito que eu soube esperar o meu momento chegar. Acredito que tenha conseguido maior experiência técnica, o que me ajuda para ficar mais a vontade a realizar algumas situações dentro das partidas”, acrescenta o goleiro.

Chance de sair

Gritti chegou a ser cogitado para atuar em outros clubes no final de 2017. “Eram mais sondagens do que qualquer coisa prática. Eu me identifico muito com o Ypiranga. Olhando para trás, hoje tenho certeza que a decisão de seguir no Colosso da Lagoa este ano foi a mais certa”, frisa.

Feedback do pai

Ildo Pauli foi um zagueiro respeitado no futebol brasileiro, tendo atuado em times importantes do País. O pai procura sempre conversar com o filho Gritti, até porque, desde o fim da carreira de jogador, já teve várias experiências como treinador. “Certamente receber orientações de uma pessoa com o conhecimento que ele tem, sempre ajuda na minha carreira. Sempre que possível estamos conversando sobre as minhas atuações, trocando ideias de como evoluir”, completa Gritti.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas