Publicidade

Esportes

Giba pede: voltar a fazer o que já vinha sendo feito durante o ano

Atlântico trabalha forte para vencer o Pato no domingo, e com isso decidir a Liga Nacional na prorrogação

Giba
Por Edson Castro
Foto Edson Castro

Só há um resultado no jogo do domingo, dia 9, contra o Pato, que pode manter o sonho do Atlântico ser campeão pela primeira vez da Liga Nacional de Futsal (LNF). Será preciso vencer nos primeiros 40 minutos, para então provocar a prorrogação. No tempo extra, ai sim, volta a vantagem erechinense de atuar por empate para ser campeão.

Neste sentido, o treinador Giba vem intensificando os trabalhos no Caldeirão do Galo e quer o time 100% focado na partida de domingo. “Temos que aprender com erros no primeiro jogo. Perdemos a vantagem de atuar por dois empates, sabemos da nossa nova condição de ter que vencer no tempo normal e para isso, basta manter o que já vinha sendo feito ao longo do ano”, projeta o comandante.

De acordo com Giba, o Atlântico em alguns momentos do primeiro jogo da final, deixou de lado a pratica que vinha dando certo nos jogos anteriores. “Força na marcação, transição boa entre ataque e defesa, foram alguns dos pontos fortes ao longo do ano. Quando deixamos de executar isso, tivemos dificuldades”, frisou.

Para ele, a volta de Allan (que estava suspenso no PR), será importante, principalmente para o setor de marcação. “Talvez consigamos uma maior compactação no ataque, não deixando a defesa exposta”, completa Giba.

Publicidade

Blog dos Colunistas