0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Região

Família Palma vai inaugurar Memorial da Imigração Italiana no município

Descerramento da placa será sábado (19) a partir das 10h

Nelson Palma no Memorial da Imigração Italiana 1882 - Clã dos Palmas
Memorial
Por Igor Dalla Rosa Müller
Foto Igor Dalla Rosa Müller

O município de Quatro Irmãos (RS) vai ser presenteado com o Memorial da Imigração Italiana 1882 - Clã dos Palmas. A iniciativa é da família Palma, que inaugura amanhã (19), esse espaço cultural para a comunidade. A cerimônia está prevista para começar às 10h com breve histórico da imigração italiana, da família Palma, e da fundação de Quatro Irmãos. Logo a seguir, haverá o pronunciamento do prefeito Adilson de Valle e do presidente da Câmara de Vereadores, entre outros. O descerramento da placa do memorial será às 11h, ao meio-dia iniciará a festa.

Na ocasião, também terá uma homenagem à imigração judaica e alemã e a leitura de uma poesia homenageando o sucesso da imigração italiana no Brasil.

“Nossa família realiza encontros desde 1938 cultuando a memória italiana. Hoje, somos 10 irmãos que todos os anos reproduzimos o encontro, e como nascemos em Quatro Irmãos, na casa onde viveram nossos pais, resolvemos transformá-la em memorial da família”, comenta Nelson Palma de 82 anos, um dos irmãos. Nelson é jornalista e proprietário de um jornal em Ilha Grande no Rio de Janeiro.

Conforme Nelson, a casa da família foi reformada para receber o Memorial, que fica localizado na estrada que vai para o Rio Padre, a um quilômetro do centro de Quatro Irmãos. O memorial vai abrigar o histórico da família, as paredes da casa estão revestidas com fotos em forma de banner contanto a história da imigração italiana, curiosidades, histórico da língua vêneta, dados geográficos, entre outras informações. A ideia é que o memorial seja aberto ao público.

Nelson conta que a família Palma chegou ao município por volta de 1930, uma parte dos imigrantes vieram de Casca e outra de Alfredo Chaves hoje Veranópolis. “Subiram a serra gaúcha porque lá não tinha mais terra para trabalhar e chegaram ao Alto Uruguai. Hoje, os imigrantes italianos estão esparramados pelo Brasil inteiro”, afirma. E, acrescenta, “nós viemos para trabalhar na agricultura, chegamos aqui no começo do ciclo da madeira”.

De acordo com Nelson, o objetivo do Memorial é exaltar e valorizar a cultura italiana, as origens, resgatar o trabalho dos imigrantes e a sua importância na formação das cidades. O grande objetivo é preservar a cultura para as futuras gerações, para que elas entendam a sua relevância.

Ele afirma que o memorial possivelmente passará a ser o local dos futuros encontros da família. “Nossas raízes em Quatro Irmãos são tão profundas que não conseguimos passar mais que um ano sem rever a querência!”, enfatiza.

Segundo Nelson, a inauguração será finalizada com um momento de reflexão e “agradecendo a Deus por sermos tão bem-sucedidos nesta terra”.

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas