22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,34 Dólar R$ 3,84
22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,34 Dólar R$ 3,84

Publicidade

Região

Conferência debate "Democracia e Defesa do SUS" em Aratiba

O evento contou com a presença de gestores, prestadores de serviço e trabalhadores em saúde, autorid
Por Da Redação
Foto Divulgação

O governo de Aratiba, através da Secretaria Municipal da Saúde, Conselho Municipal da Saúde, ACHA e entidades sociais realizou na última quarta-feira (3) a Conferência Municipal da Saúde que teve como tema: "Democracia e Defesa do Sistema Único de Saúde - SUS: desafios e perspectivas".

O evento contou com a presença da comunidade em geral, gestores, prestadores de serviço e trabalhadores em saúde, autoridades municipais e representantes de entidades sociais do Município.

Após a leitura e aprovação do regimento, a presidente do Conselho Municipal de Saúde, Rosane Mocellin, enfatizou a importância da participação da população na defesa da manutenção dos serviços públicos de saúde. "É preciso oferecer melhores condições nos serviços prestados à população, não somente na cura, mas também na prevenção de doenças".

A secretária responsável pela pasta, Débora Cenci, relembrou a forma como as pessoas precisavam proceder para usufruírem de atendimentos, antes da existência do Sistema. "Os agricultores precisavam vender seus animais para garantir o atendimento de um familiar ou de alguém próximo. Ao mesmo tempo, era preciso garantir o pagamento antes da consulta, e o pior é que se não nos mobilizarmos para defendermos nossos direitos, entraremos em fase de retrocesso e sucateamento da nossa saúde", salientou.

A Conferência também contou com palestra do Educador Popular do Centro de Educação e Assessoramento Popular, Jorge Gimenez, que enfatizou a importância da democracia, da política e do envolvimento da população no debate dos assuntos relacionados aos direitos do cidadão, com ênfase dos direitos na área da Saúde. "O Sistema Único de Saúde foi elaborado para atender todo o cidadão de forma igualitária, sem distinção de classe social, condição financeira, raça, cor ou religião e atualmente o SUS possui um gasto de R$ 3.200 ao ano por pessoa, porém, para que houvesse um bom funcionamento, esse valor precisaria dobrar". Além disso, explanou sobre a forma como o SUS afeta os demais serviços públicos prestados.

Em seguida os participantes foram divididos em grupos para discutir os eixos temáticos da conferência. Após o debate em grupo as propostas foram apresentadas e escolhidas as de maior relevância para que possam ser encaminhadas a nível estadual. Também foram escolhidos os "delegados" e "suplentes" conforme previsto no regimento que participarão da Conferência Estadual da Saúde.

Evento fez parte da Semana da Saúde que acontece até sexta-feira (5). Ainda estão programadas para acontecer diversas atividades dentre elas o 'Relógio da Saúde', que acontece na quinta-feira (4), a partir das 13h30min, na Praça Central Jacob Granzotto. O encerramento está marcado para acontecer nesta sexta-feira (5) e contará com palestra que abordará o tema: "Sua mente é sua saúde". A palestra será ministrada pelo filósofo, teólogo e psicólogo Jorge Trevisol, e acontecerá em dois momentos: às 13h30min e às 20h, no Salão Paroquial do Município, gratuitamente a toda população.

Publicidade

Blog dos Colunistas