14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Região

Carlos Gomes: cidade assina Decreto de Emergência devido às perdas

De acordo com o prefeito Egídio Moreto, a situação está controlada, mas ainda deixa prejuízos no município

Nesta semana Carlos Gomes assinou o Decreto de Emergência e agora aguarda retorno da Defesa Civil
Nesta semana Carlos Gomes assinou o Decreto de Emergência e agora aguarda retorno da Defesa Civil
Prefeito Egídio Moreto
Por Taiane do Carmo
Foto Divulgação

Além do “ciclone bomba”, que atingiu grande parte da região do Alto Uruguai, incluindo o município de Carlos Gomes, com diferentes estragos; a cidade agora, enfrenta as consequências da cheia do Rio Apuaê Mirim que atinge as plantações na agricultura.

De acordo com o prefeito Egídio Moreto, atualmente a situação está controlada, mas ainda deixa prejuízos na cidade. “Foram muitas perdas dos munícipes, 120 residências destelhadas, algumas parcialmente e outras totalmente, galpões, obras, chiqueiros e garagens. A parte de construção civil, foi muito danificada”, comenta.

Situação do município

Logo após, os estragos com o temporal que deixou a cidade quatro dias sem energia elétrica e sete no interior, o Rio Apuaê Mirim, subiu de nível devido às fortes chuvas, fazendo com que os agricultores tivessem perdas nas plantações e lavouras que estavam próximas ao rio. “No temporal, conseguimos um gerador para abastecer a cidade e no interior a situação está sendo resolvida aos poucos. Diante da situação, agradeço às equipes do governo que não mediram esforços para nos auxiliar com os estragos e dar assistência às pessoas atingidas. Recebemos visitas e acompanhamento do coordenador da Defesa Civil, assistência, Emater, secretaria de obras, de agricultura, diferentes pessoas que contribuíram para ajudar as pessoas que foram vítimas do temporal e chuvas nestes dias”, pontua.

Conforme o prefeito, os trabalhos da administração prosseguem no município realizando a cobertura das casas e consertando estragos. Neste momento de dificuldades, Egídio também salienta atos de solidariedade no interior da cidade que estão sendo feitos pela população local. “Em um primeiro momento prestamos auxílio básico cobrindo as casas com lona e depois as famílias foram se organizando para reconstruir o que estragou juntamente com as equipes do município. Cada um foi ajudando como conseguiu, se fossemos esperar só pela prefeitura demoraria mais, mas tivemos um grande esforço coletivo”, frisa.

Mesmo com todas as atrocidades ocorridas nos últimos tempos, (ciclone, chuvas e pandemia) a administração de Carlos Gomes destaca o empenho dos órgãos de saúde e a comunidade, que possibilitaram a cidade não possuir até o momento, nenhum caso da Covid-19. “Parabenizamos, a Secretaria da Saúde da região da Associação de Municípios do Alto Uruguai, (AMAU), pelo trabalho e dedicação até aqui”, diz.

Decreto de emergência

Diante dos grandes estragos e prejuízos, o município, orientado pela Defesa Civil, encaminhou nesta semana, a documentação para que seja decretada situação de emergência. “Realizamos os levantamentos dos estragos e perdas na cidade e assinamos o Decreto. Agora, dependemos do retorno da Defesa Civil.  Mesmo assim, orientamos a população, que as pessoas que conseguirem arrumar suas residências, que prossigam com os trabalhos, pois não sabemos quando chegará o auxílio. Quando este vier, com certeza irá ajudar a comunidade. Enquanto isso, fazemos nossa parte, habilitar o município para que possa ter algo encaminhado para ajudar todos os atingidos pelo temporal e chuvas”, finaliza.

Publicidade

Blog dos Colunistas