14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Região

Entre Rios do Sul: Secretaria de Saúde lança campanha de amamentação e amplia rede de assistência

A amamentação pode trazer benefícios emocionais para a mãe e o bebê, pois no momento da mamada o bebê recebe não somente o leite, mas também o aconchego e carinho da mãe, afirma Bruna Brugnera

teste
Amamentação
Por Da Redação
Foto Ilustração

No mês da amamentação, comemorado como Agosto Dourado, a Secretaria da Saúde de Entre Rios do Sul, juntamente com a Primeira Infância Melhor (PIM) lança a campanha de conscientização para o tema.

No Brasil, o aleitamento materno é uma agenda prioritária. Assim, há alguns anos a Secretaria da Saúde de Entre Rios do Sul vem aderindo ao tema de forma direta e com uma equipe preparada e especializada para o aleitamento materno.

Sabendo da relevância do assunto, neste ano a equipe do PIM tem participado ativamente das ações feitas no município. Dentre elas, destacam-se as visitas domiciliares feitas pela equipe do ESF e PIM, após o nascimento da criança, bem como consultas agendadas regularmente de puericultura.

Durante a gestação as gestantes recebem consultas periódicas com médico obstetra e orientações no grupo de gestantes com foco em vários assuntos, em específico, o da importância do aleitamento materno exclusivo. Todas as orientações são feitas por profissionais qualificados e preparados quanto ao tema.

Para o Ministério da Saúde, o aleitamento materno é a melhor fonte de nutrição infantil, sendo capaz de reduzir em 13% a mortalidade por causas evitáveis em crianças menores de cinco anos. Protege a criança de doenças como diarreia, infecções respiratórias e alergias. Além disso, reduz o risco de a criança desenvolver hipertensão, colesterol alto, diabetes, sobrepeso e obesidade na vida adulta.

O Ministério da Saúde também recomenda que as crianças sejam amamentadas até os dois anos ou mais e de forma exclusiva até o 6º mês de vida. Segundo a psicóloga da equipe de saúde de Entre Rios do Sul, Bruna Brugnera, a amamentação pode trazer benefícios emocionais para a mãe e o bebê, pois no momento da mamada o bebê recebe não somente o leite, mas também o aconchego e carinho da mãe.

“Na realidade, cada atividade rotineira que envolve os cuidados com o recém-nascido representa uma oportunidade de interação mãe-bebê. Quando o bebê está sendo amamentado no seio, pode vincular-se diretamente ao corpo da mãe e vivenciar de uma forma mais íntima as sensações de receber alimento, sentir o calor, o cheiro, o toque e o afeto da mãe. Para o bebê esta vivência é o alicerce do relacionamento com o mundo”, explica.

A equipe PIM enfatiza que a amamentação também é um processo que envolve toda a família, e cuidar da parte emocional e psicológica da mãe é fator muito importante, tanto para o sucesso quanto para a dificuldade do aleitamento. A família e também profissionais qualificados devem apoiar a mãe no desejo de amamentar, uma vez que o processo demanda tempo e esforço.

A secretária da Saúde, Helenn Rodrigues, relata que após o início de ações voltadas a importância do aleitamento materno, o índice de aleitamento exclusivo aumentou significativamente no município.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas