18°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Esportes

Volante Mikael fala sobre desafio do Ypiranga pela Copa do Brasil e destaca união do grupo

teste
Volante Mikael vem sendo um dos destaques do Ypiranga
Por Alan Dias
Foto TV Bom Dia

Na semana passada o volante Mikael, que vem ganhando destaque no meio-campo do Ypiranga, participou do programa Virando o Jogo, da TV Bom Dia, e falou sobre os desafios do clube para esta temporada.

A entrevista aconteceu um dia após o Canarinho vencer o Brasil de Pelotas no Colosso da Lagoa, pelo Campeonato Gaúcho, e o jogador exaltou a conquista dos três pontos. “A gente sabia que seria um jogo difícil, pela qualidade do Brasil de Pelotas, mas essa vitória foi muito importante para nós continuarmos no G4.

A vitória manteve a equipe na terceira colocação do campeonato, com 14 pontos e manteve vivo o objetivo da classificação para as semifinais. Na noite de hoje (6), o Ypiranga tem duelo contra o Fortaleza, pela Copa do Brasil, e depois volta a focar nos três jogos finais da primeira fase no estadual.

 

Gauchão

“A vitória dentro de casa sobre o Brasil de Pelotas deu mais uma moral para nós e agora serão outras três guerras, três finais. Sexta-feira (9), enfrentamos o Esportivo lá na Montanha dos Vinhedos e vamos dar nosso melhor. Eles estão num momento ruim, mas sabemos a qualidade do grupo deles. Na sequência tem o Caxias (18), fora. Um jogo difícil, contra uma equipe que está vindo bem, embalada no campeonato e vamos treinar para chegar lá e fazer um ótimo jogo. E depois é o Grêmio (25), nem precisa se falar sobre a qualidade do time. Vamos jogar em casa e tentar fazer uma grande partida”, projeta Mikael.

 

Não pensei duas vezes

“Quando recebi a proposta do clube, através do meu empresário, não pensei duas vezes antes de aceitar. Pela estrutura que o clube tem, pelas temporadas que vem fazendo. Falei para minha esposa e para meu empresário: vai ser uma das melhores oportunidades que tive na minha vida. Poder jogar um Gauchão, Série C, Copa do Brasil, e está sendo uma honra poder ajudar o Ypiranga em todos os jogos e graças à Deus, a gente está fazendo uma grande campanha”, disse Mikael sobre a vinda para o Canarinho.

 

Somos uma família

O volante destacou a boa convivência dos atletas e direção como um dos pontos que estão garantindo o bom momento do clube. “A união do grupo faz diferença, a gente sempre fala que somos família dentro do Ypiranga. É um ajudando o outro e sempre que a gente ganha, tiramos uma foto juntos para deixar carimbada a vitória, mostrar nossa felicidade. As fotos demonstram muito nossa união dentro de campo”.

 

O técnico Júnior Rocha

“Acompanhei um pouco o trabalho do professor Júnior Rocha em Santa Catarina. Ele chegou, o grupo estava praticamente montado, trouxe algumas peças e agarramos a proposta que ele colocou para a gente, e estamos tendo resultados. Está dando certo”.

Para Mikael, “a quantidade de jogos acaba atrapalhando um pouco, porque não temos uma sequência de trabalho. A gente joga na quarta, não temos dois dias de descanso e já jogamos no sábado ou domingo”.

 

Oportunidade para todos

“O grupo é importante. Como o professor diz, não são só os 11 em campo. Cada jogador que entra ou sai está ajudando. Sai o que iniciou o jogo, entra o que estava no banco e já dá outra dinâmica. E todos os jogadores estão ajudando muito, quem entra está arrebentando também e a briga pelas posições está sendo sadia, boa. O professor está dando oportunidade para todos. E não temos essa questão de quem está saindo jogando se considerar o titular, porque ali é um grupo, todos se apoiam e graças a Deus, está dando resultado. A gente está fazendo gols, tomando poucos e isso é importante demais para nós”.

 

Copa do Brasil

“No início da semana a gente nem pensou no Fortaleza, porque tinha o Brasil de Pelotas antes, então, acabou o jogo de quarta-feira e já começamos a focar na Copa do Brasil, porque a gente sabe da qualidade do time deles, sabemos que é um grande time, mas não é imbatível. Nosso time também é bom, tem qualidade e vamos para lá buscando fazer um baita jogo e se deus quiser, sair com a classificação”.

 

São 11 contra 11

“Acredito que podemos sair com a classificação, porque são 11 contra 11 dentro de campo. Acho que a gente fez um baita jogo contra o Inter lá no Beira-Rio, acabamos pecando em alguns momentos e tomamos a virada, mas acho que estamos demonstrando que podemos chegar lá (Castelão) e fazer frente. Temos que respeitar eles buscando jogar de igual para igual, na estratégia que o professor passar para a gente. Vai ser difícil, será um baita jogo. A qualidade do Fortaleza é grande, mas estamos treinando e preparados para a batalha que vai ser”.

 

Sempre fazer o melhor

“Nas conversas que temos durante as semanas, a gente sempre fala da qualidade dos adversários, e para nós jogadores, jogo é jogo. Não tem essa sobre se o adversário é grande, se é pequeno, se é do interior ou da capital. Nós tentamos sempre fazer o nosso melhor para sair com um resultado positivo”.

 

Continuem torcendo

O volante sente a falta dos torcedores no estádio, torce para que a normalidade volte logo e deixa um recado. “Esse ano está bem difícil para todos. Mas o torcedor pode ter certeza que não vai faltar empenho do time. Todos os jogadores estão dando o seu melhor para cada vez mais colocar o Ypiranga no cenário nacional. E pedir para que todos que estão na frente do computador, do rádio, que continuem torcendo, passando essa energia positiva para nós, porque está ajudando muito”.

Publicidade

Blog dos Colunistas