14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Região

Saúde mental no trabalho em Entre Rios do Sul

Profissionais da UBS do município receberam um cuidado especial, por meio de uma terapia que visa auxiliar no esgotamento emocional, em períodos difíceis

teste
Fortalecimento da saúde mental dos funcionários
Por Ragnara Zago
Foto Divulgação

Pode parecer clichê, bater na mesma tecla e gritar aos sete ventos a importância do profissional da saúde na sociedade e principalmente, no momento atual que estamos enfrentando, em decorrência da pandemia da covid-19. Porém, não é exagero salientar que, sem a classe, não conseguiríamos encarar esse período de caos e isolamento social.

​Exaustos, desacorçoados e desmotivados, médicos, enfermeiras, agentes, assistentes sociais, psicólogas, serventes e demais funcionários dos hospitais e das Unidades Básicas de Saúde, tentam encontrar forças para seguir cumprindo as tarefas do dia a dia, em meio às pessoas contaminadas pelo novo coronavírus, que precisam de atenção e suporte para se recuperarem da melhor forma possível. 

​O que muitos esquecem, é que, esses trabalhadores possuem família e uma vida fora do campo profissional, vida essa que muitas vezes é atingida com “respingos” da cansativa rotina de trabalho. Mas, qual o suporte que os órgãos responsáveis podem oferecer para cuidar daqueles que cuidam de todos?​

Fortalecimento da saúde mental dos funcionários

​Em Entre Rios do Sul, o executivo juntamente com a Secretaria de Saúde, buscou uma iniciativa para auxiliar nessa questão, contratando um grupo de profissionais que contribui no fortalecimento da saúde mental dos funcionários, por meio da terapia do Reiki. A psicóloga do município, Bruna Brugnera, conta que o objetivo da ação, foi reduzir o estresse e a ansiedade gerados nesse momento de pandemia a todos os funcionários e trabalhadores da saúde. “Eles estão trabalhando incansavelmente desde o início da pandemia e com muita dedicação. Então resolvemos proporcionar um momento de relaxamento a todos”, expõem. Ela ainda afirma que os resultados foram positivos. “Esse projeto contribuiu para o bem estar do funcionário e consequentemente, para um melhor atendimento para com a população. Sabemos que a qualidade do atendimento ao paciente depende do cuidado individual que temos conosco, sendo assim, se pudermos contribuir com a diminuição da ansiedade e do estresse do dia a dia do funcionário, isso refletirá também na população”, acrescenta a psicóloga.

​Bruna explica que, os transtornos mentais estão entre as principais causas de afastamento do trabalho. “Essasituação pode levar às mais variadas reações e distúrbios no corpo humano, como depressão, síndrome de Burnout, insônia, estresse, ansiedade, dores, esgotamento, sensação de incapacidade, entre outros”, relata. Com os resultados positivos da iniciativa, a psicóloga ressalta que, a pasta pretende adotar a medida como um projeto de saúde mental para os funcionários, que proporcionará um ambiente mais leve e agradável para todos que sempre colocam a vida dos pacientes em primeiro lugar. “Éfundamental que a saúde seja preservada de forma preventiva, e não apenas nos momentos de crise. Uma saúde mental em dia, possibilita que o funcionário consiga aplicar todas as suas habilidades e competências de forma produtiva, além de ter a capacidade emocional necessária para suportar todas as adversidades e situações de estresse que fazem parte do exercício da profissão”, finaliza.

Projeto Terapia do Reiki

​As terapeutas Ana Lúcia Iarocz, Jo Fabris e MarlovaDa Silva Sirena, integram o Projeto Terapia do Reiki – Saúde mental, proposto pelo Centro Integrado de Educação, Desenvolvimento Humano e Saúde (CIEDHS), coordenado pela terapeuta Transpessoal/holística, Marli Senger, de Erechim, que visa atender toda a região, seguindo o mesmo trabalho desenvolvido em Entre Rios do Sul. “Neste momento de pandemia, percebemos que as pessoas que trabalham com a saúde, são as mais afetadas, por estarem próximo da dor emocional e física, que este vírus tem causado. Ao chegar com a terapia do Reiki, sentimos o estresse, ansiedade, e o desequilíbrio emocional que se encontram. Ao final de cada atendimento, podemos perceber o quanto a terapia proporcionou o bem estar e o alívio, trazendo clareza”, descrevem as profissionais. “Nos sentimos extremamente gratas por essa troca de energias, com cada um que se permite cuidar um pouquinho de si mesmo”, acrescentam as terapeutas.

Renovação 

​Elenice trabalha na área da saúde há mais de 16 anos, como agente de saúde em Entre Rios do Sul, e conta que é muito realizada com sua profissão, entretanto, nestes últimos dois anos, tem sofrido com o estresse que a pandemia causou. “Quando fiquei sabendo que trariam a prática do Reiki para a UBS, achei uma ideia genial. Saí da sessão renovada com essa experiência, que até então eu não conhecia. Trouxe leveza, rejuvenescimento e vontade de continuar meu trabalho, com eficiência e um sorriso no rosto. A palavra para expressar o que eu senti é, gratidão!”, conclui a agente.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas