14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Região

Ao som do violão, um caminho de novas oportunidades

Em Erebango, um dos projetos do Cras envolve um ex-aluno que se tornou responsável por ministrar aulas à crianças e adolescentes. Ao passo que ele compartilha conhecimentos, realiza um dos sonhos de infância

teste
Aulas de violão
Aulas de violão
Por Assessoria de Comunicação
Foto Divulgação

Muito além da capacitação, os cursos oferecidos pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras) em Erebango podem representar novas oportunidades de trabalho e geração de renda à comunidade.

Quando o interesse é motivado por um apreço à uma área, como no caso, a música, essa experiência pode se tornar ainda mais especial. Esse é o exemplo do jovem Jonatas Daniel Camargo Cabral. Após um período em que foi aluno e depois ajudante de um professor de violão, nesse ano ele comemora a oportunidade conquistada em ministrar as aulas à crianças e adolescentes do município. “Para mim foi muito bacana, pois trata-se de algo que queria muito. No ano passado estava auxiliando o professor Lineker Perret e aprendi rápido sobre o violão. Sou muito grata a ele também, pois teve paciência para me ensinar. Tudo o que sei, aprendi com o Lineker e nesse ano pude assumir sozinho as atividades”, relata.

Jonatas afirma que é uma enorme alegria e satisfação atuar no município onde reside e estar no meio das crianças e jovens com vontade de saber mais sobre violão e música, como um todo. “Inclusive, algumas mães relatam que, em casa, eles aguardam ansiosamente para chegar a sexta-feira e irem para a aula. É muito importante estar ajudando essas crianças a realizarem um sonho, que é tocar violão, assim como eu também tive no passado”, salienta.

Vale ressaltar que a parceria entre Jonatas e seu primeiro professor, prossegue até hoje, pois, além de Erebango, eles trabalham em Capão Bonito e já têm a previsão de atuar em outros municípios no próximo ano. “Só tenho gratidão a todos que confiaram em mim, acreditaram no trabalho e disseram que eu ia conseguir”, afirma.

O jovem está engajado e quando iniciou o projeto, desenvolvia as atividades para cinco alunos. Agora esse número passou para 24 integrantes.

Para a secretária de Assistência Social, Claura Araldi, observar resultados tão expressivos em meio aos jovens, é algo que motiva, orgulha e engrandece todas as ações que visam contribuir para o desenvolvimento local.

 

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas