Euro R$ 3,74 Dólar R$ 3,13

Publicidade

Estado

Deputado prevê estratégias para revogar restrição de erva-mate gaúcha no Uruguai

Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

A Frente Parlamentar da Erva-Mate da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, discutiu ações para fomentar a cadeia produtiva na cultura. Um dos problemas enfrentados pelo setor no momento é um decreto do governo uruguaio que limita a importação de erva-mate do RS, tendo como justificativa questões sanitárias. A medida tem causado preocupação do setor produtivo gaúcho, que teme perdas com o fechamento do mercado do país vizinho.

Uma solução apontada pelo deputado estadual Juliano Roso (PCdoB) é envolver a Comissão do Mercosul, do parlamento gaúcho, no debate. Com o apoio político do legislativo rio-grandense; apoiado na Emater, Fetag, Câmara Setorial da Erva-Mate, Secretaria Estadual de Agricultura, Ibramate e Sindimate; o decreto uruguaio poderia ser discutido dentro da esfera política dos países. Paralelo ao movimento na Assembleia Legislativa, Juliano Roso sugeriu levar o tema ao encontro da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale) em reunião que ocorre em julho, em Foz do Iguaçu. Juliano Roso acredita que o assunto possa ser ampliado com deputados de outros Estados produtores da cultura, como Santa Catarina e Paraná. “Temos de dar voz aos anseios dessa importante cadeia produtiva de nossa economia. A união política na causa pode ser um diferencial para reverter a medida do país vizinho.

A Frente Parlamentar da Erva-Mate é presidida pelo deputado Elton Weber (PSB), que colaborou com a iniciativa, além do deputado Missionário Volnei (PR).

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas