Euro R$ 3,85 Dólar R$ 3,26

Publicidade

Economia

Erechim mais contrata que demite

Por Rodrigo Finardi
Foto Rodrigo Finardi

O Ministério do Trabalho e do Emprego divulgou na última quinta-feira (19) os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), relativos ao mês de setembro. O cálculo é um registro permanente das admissões e demissões nos setores da economia regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho.

A boa notícia é que pelo terceiro mês consecutivo Erechim mais contrata que demite. Setembro foi pior que agosto, mesmo assim, foram criadas 242 novos postos de trabalho com carteira assinada na "Capital da Amizade". Foram 1080 admissões e 838 demissões. Os quatro principais setores da economia fecharam no positivo - Indústria, Construção Civil, Comércio e Serviços. 
No acumulado dos nove meses de 2017 - janeiro a setembro -foram contratados 728 novos trabalhadores com carteira assinada. Porém, nos últimos 12 meses - outubro de 2016 a setembro de 2017 -, os números são negativos, com o fechamento de 241 postos de trabalho, mas a cada mês o saldo melhora, principalmente com o desempenho no último trimestre.
Apesar do bom momento que os números apontam, no acumulado desde 2014, quando iniciou a crise, os dados ainda são desanimadores. Foram fechados em 45 meses (2014, 2015, 2016 e nove meses de 2017), 6.793 postos de trabalho.

Indústria é o maior empregador
No mês de setembro a indústria contratou 312 trabalhadores e demitiu 240, com saldo de 72 novos postos de trabalho. Ao longo dos nove meses de 2017, o setor secundário da economia foi quem mais empregou em Erechim, com 505 trabalhadores com carteira assinada. Nos últimos 12 meses - outubro de 2016 a setembro de 2017 - ainda continua no negativo, porém os números já são animadores com 86 vagas fechadas. Se no próximo mês conseguir manter esse desempenho praticamente zera este déficit. 

Construção civil apresenta sinais de melhora
A construção civil iniciou o ano em marcha lenta. De março a junho amargou números negativos sendo o pior segmento da economia em Erechim. Porém, nos últimos três meses vem reagindo e contratando, sendo o melhor segmento pesquisado. Em setembro criou 104 novos postos de trabalho. E com essa recuperação anulou o déficit do primeiro semestre e já gerou em nove meses 16 novos postos de trabalho com carteira assinada. Porém, nos últimos 12 meses - outubro de 2016 a setembro de 2017 - continua no negativo com 240 vagas fechadas.

Comércio oscila ao longo do ano
O setor do comércio vem tendo um ano de altos e baixos, melhorando em meses com datas significativas e perdendo o fôlego nos outros. No mês de setembro, acabou contratando 27 novos trabalhadores (admitiu 275 e demitiu 221). Mesmo com essa melhora, ao longo de 2017 em nove meses, fechou 108 postos de trabalho com carteira assinada. E nos últimos 12 meses, 35 vagas fechadas.

Serviços
Serviços é o único entre os segmentos pesquisados que está no positivo.É o segundo melhor setor da economia em Erechim no ano, atrás apenas da Indústria. No mês de setembro contratou 248 trabalhadores e demitiu (221), criando 27 novas vagas. Ao longo de 2017 - janeiro a setembro - já são 383 postos de trabalho abertos e nos últimos 12 meses  criou 174 vagas. 

 

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas