Euro R$ 3,85 Dólar R$ 3,26

Publicidade

Saúde

Hospital Unimed: um marco para a saúde regional

Por Assessoria de imprensa
Foto Beto Hachmann

A inovação contínua dos serviços de saúde tem pautado a história da Unimed Erechim, a primeira cooperativa médica do Rio Grande do Sul, fundada em 5 de outubro de 1971. Com esta perspectiva, foi inaugurado no sábado (21), o Hospital Unimed.

Em uma solenidade marcada pela emoção e que contou com a presença de lideranças nacionais, estaduais e locais do Sistema Unimed, além de autoridades políticas, como o representante do governador do Rio Grande do Sul, secretário de Transportes e Mobilidade, Pedro Westphalen, a comunidade regional pode conhecer a estrutura da mais nova, moderna e humana casa de saúde do Norte gaúcho.

Com 35 leitos, três salas cirúrgicas, pronto atendimento e áreas técnicas que contam com o suporte de especialistas e alta tecnologia, o Hospital se notabiliza pela atenção que dedicará às pessoas _ com ênfase à pronta recuperação do paciente e o bem-estar dos médicos e colaboradores que desempenharão suas atividades no local.

Integrado ao Centro de Qualidade de Vida Unimed, um complexo de 10 mil m², o Hospital foi construído sob a ótica da sustentabilidade, representando um marco para a saúde regional, avalia o presidente da Unimed Erechim, Alcides Mandelli Stumpf. 'O Hospital, que é uma construção nascida do trabalho e esforços de todos os nossos médicos, oferece a mais moderna tecnologia disponível no mundo para uma unidade hospitalar deste porte, porém, não serão as máquinas que farão a diferença, e, sim, as pessoas. Eis o nosso maior capital, ontem, hoje e sempre', destaca Stumpf.

O Hospital, pensado em cada detalhe _ da iluminação, passando pelo sistema de esterilização até chegar aos acabamentos, também reverencia a arte, por meio de uma parceria com o Museu de Arte do Rio Grande do Sul (MARGS). Reproduções de artistas estão presentes ao longo do ambiente. No espaço sacro, o elemento cultural foi valorizado a partir de uma escultura do Espírito Santo, que abraça a todas as religiões, entregando um ambiente de conforto, introspecção e serenidade.

Na recepção, o painel 'A Formação de Erechim', de Paulo César Brasil do Amaral, resgata raízes e valoriza a história e a participação das diversas etnias que ajudaram a construir o município, como os italianos, alemães, israelitas, poloneses, entre outras.

Conforme o diretor Administrativo da Unimed Erechim, Luiz Felipe Barreneche Leães, o hospital integra o planejamento da cooperativa, que visa o fortalecimento dos serviços próprios. No entanto, ressalta que as parcerias com as instituições hospitalares do município serão mantidas e reforçadas.

Presente à solenidade, o presidente da Unimed RS, Nilson Luiz May, que também representou a Unimed do Brasil, destacou o DNA de pioneirismo da cooperativa local, dizendo que Erechim serve de modelo para as demais singulares do Sistema.

Em suas manifestações, o prefeito Luiz Francisco Schmidt e o secretário de Estado, Pedro Westphalen, saudaram o arrojo da Unimed pelo investimento destinado à saúde dos moradores de Erechim e região.

Também fizeram uso da palavra os diretores Élcio Zanardo e Mario Tormen; os presidentes da OCERGS, Vergílio Perius, BRDE, Odacir Klein, e da Academia Sul-Riograndense de Medicina, Gilberto Schwartsmann.

Com 232 médicos cooperados e aproximadamente 20 mil beneficiários, a Unimed Erechim reúne em seu Centro de Qualidade de Vida seis dos sete serviços próprios da cooperativa médica: Medicina Preventiva, Laboratório de Análises Clínicas, Centro de Diagnóstico por Imagem, Clínica de Fisioterapia, Saúde Ocupacional e, a partir de agora, o Hospital Unimed. A infraestrutura da cooperativa conta ainda com duas farmácias, uma em Erechim e outra em Getúlio Vargas. 

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas