Euro R$ 3,94 Dólar R$ 3,34

Publicidade

Política

RS quita salário dos servidores das fundações nesta segunda-feira

Por Assessoria
Foto Divulgação

O governo do Estado paga, nesta segunda-feira (4), os salários integrais para os funcionários vinculados às fundações. São cerca de 5,2 mil contratos regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e que recebem seus vencimentos sempre no segundo dia útil do mês. Para quitar a folha de outubro dos celetistas foram necessários R$ 25 milhões.

A Secretaria da Fazenda (Sefaz) igualmente confirmou para esta segunda-feira o repasse de R$ 17 milhões para a Emater RS. O valor tem como destino os salários dos 2 mil empregados da instituição responsável pelo trabalho de extensão rural junto à agricultura familiar.

Em relação aos servidores vinculados ao Poder Executivo (ativos, inativos e pensionistas), até o momento, a Sefaz conseguiu quitar de maneira integral a folha para quem tem rendimento líquido de até R$ 1.600. São 114.541 vínculos (33% do funcionalismo) com os salários de novembro pagos integralmente no último dia útil do mês. A quitação aos demais funcionários está prevista para até quarta-feira (13), de acordo com o ingresso de receita.

A parte líquida da folha de novembro ficou em R$ 1.188 bilhão (sem considerar as consignações - empréstimos bancários). No mês passado, a arrecadação líquida ficou em R$ 2.441 bilhões, enquanto que as despesas chegaram a R$ 3.581 bilhões (incluindo o valor de R$ 995 milhões da folha de outubro). A insuficiência financeira saltou para R$ 1.140 bilhão no período.

Leia também

  • Lançada frente parlamentar sobre o câncer na mulher

    Com a proposta de ser um fórum permanente de debates, especificamente, para tratar questões do câncer de mama e do câncer do colo de útero no Estado do Rio Grande do Sul, foi lançada na terça-feira (12), a frente parlamentar sobre o câncer na mulher na Assembleia Legislativa, presidida pela deputada estadual Liziane Bayer (PSB). A cerimônia de instalação da frente, que tem na vice-presidência o deputado Edu Oliveira (PSD), na ocasião representado por sua assessora Carla Slongo, ocorreu no salão Júlio de Castilhos reunindo representantes de entidades como a Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama (Femama) e o Instituto da Mama RS (Imama), e apoiadoras da causa. Em nome da Femama e do Imama/RS, a presidente das entidades, Maira Caleffi, ressaltou que a estrutura contribuirá para que um grupo de deputados dedique sua atenção para o câncer da mulher, buscando sanar dificuldades que comprometam agilidade e qualidade do diagnóstico e tratamento da doença. Também foram presenças a vice-presidente do Imama, Beatriz Moser, a gestora de marketing Samsara Nyaya Nunes e as voluntárias da instituição. A representante da Secretaria Estadual da Saúde, Nadiane Lemos disse que o trabalho da frente, a partir do levantamento de dados a ser feito, fortalecerá o serviço do Estado na melhoria e qualificação do atendimento. A presidente da frente, deputada Liziane Bayer - autora da Lei Outubro Rosa RS - destacou a alegria de poder oportunizar o canal de discussão para o tema ao encontro do que se propõe o Legislativo gaúcho enquanto casa dos grandes debates.

  • Agência de Desenvolvimento assina acordo com BRDE

    Parceria prevê atividades conjuntas para a promoção do desenvolvimento regional integrado

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas