Publicidade

Política

No RS, candidaturas podem sofrer mudanças

Nunca na história do Estado um candidato se reelegeu ao Palácio Piratini
Por Rodrigo Finardi

A exemplo do Brasil, o Rio Grande do Sul também viverá nesse fim de semana a definição dos candidatos à sucessão de José Ivo Sartori

Até o momento, três candidatos já confirmaram suas candidaturas. Jairo Jorge (PDT) terá como vice Cláudio Bier (PV). No Partido Novo o candidato ao Piratini será Mateus Bandeira com Bruno Miragem à vice. E o PSOL lançou Roberto Robaina para governador e Camila Goulart.

Os demais partidos definirão seus candidatos entre hoje e amanhã, últimos dias destinados as convenções partidárias.

Neste sábado, quatro convenções. A dos Progressistas promete ser a mais acirrada, com as mudanças de última hora com a possiblidade de Ana Amélia Lemos ser a vice de Geraldo Alckmin (PSDB) e desta forma o pré-candidato Luiz Carlos Heinze pode ficar fora da disputa e o partido apoiar Eduardo Leite (PSDB).

Outros três partidos ainda realizam as convenções nesse sábado: PRB, PCdoB e PSTU. O PRB não tem candidato. O PCdoB deve lançar Abigail Pereira e o PSTU Júlio Flores.

No domingo são mais sete convenções: PT, MDB, PSDB, PPS, PTB, Podemos e PHS. Quatro deles não terão candidato a governador: PPS, PTB, Podemos e PHS. O PTB será o vice do PTB com o Delegado Ranolfo.

Os outros três, PT irá confirmar Miguel Rossetto, o PSDB Eduardo Leite e o MDB o atual governador José Ivo Sartori que deverá buscar a reeleição. No RS, nunca um governador se reelegeu. 

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas