Publicidade

Economia

Prefeitura de Erechim arremata associação da Cotrel

Valor a ser pago à vista pelo município é de pouco mais de R$6 milhões, imóvel estava avaliado em R$12 milhões

O pagamento tem que ser feito em 24 horas e se não ocorrer o arrematante poderá sofrer as penalidade
Por Ígor Dalla Rosa Müller - regiao@jornalbomdia.com.br
Foto Ígor Dalla Rosa Müller

A grande expectativa para o leilão da tarde de ontem em Erechim no Alemão Leiloeiro era o Lote 7 da Cotrel, que envolve o complexo conhecido como Associação dos Funcionários da Cotrel. A proposta inicial da prefeitura de Erechim para compra parcelada não se adequou ao edital, quase houve encerramento do leilão pela oferta de outro comprador. No entanto, alguns instantes depois, após uma ligação, o chefe de gabinete do prefeito Roberto Fabiani levantou a mão e arrematou a vista o Lote 7 por R$ R$6.057.000,00.

Segundo o leiloeiro oficial Francisco Hillesheim, depois do ato de leilão é realizado a documentação pertinente que é a ata do leilão e mais o auto de arrematação. O pagamento tem que ser feito em 24 horas e se não ocorrer o arrematante poderá sofrer as penalidades previstas em lei, isto é, multa de 20% do valor do arremate que foi de R$6.057.000,00.

Francisco destaca que se tudo correr certo, o Judiciário vai expedir a carta de arrematação para que o arrematante possa tomar posse e propriedade do bem comprado. Isso ocorre dentro do prazo, normalmente, de 20 a 30 dias, a partir daí o imóvel estará à disposição do município.

O leiloeiro afirma que dentro da tramitação normal tem 10 dias para eventuais embargos. “Somente após esse prazo é expedido a documentação para posse do comprador”, salienta.

Ele explica que qualquer pessoa, terceiro ou parte do processo pode se manifestar, no entanto, “a princípio correu tudo certo no leilão e não tem porque ser questionado, até porque todas as partes têm interesse que o leilão tenha sucesso”.

Associação

No Lote 7, da antiga associação da Cotrel, tem benfeitorias, no local está edificado e instalado prédios com refeitório e cozinha industrial equipada, salão de festas, consultórios e salas e um ginásio de esportes inacabado de grandes dimensões. As construções estão distribuídas sobre os três terrenos do conjunto, formando uma unidade indissociável em relação as suas finalidades esportivas, sociais, comerciais e administrativas.  Tudo isso resulta em uma área construída de 3.277,79m², sendo o prédio em alvenaria de 2.271,27m², mais uma ampliação com 130,80m² e o salão de festas com 875,72m².

Antes do Lote 7 foram arrematados, também na tarde de ontem, os imóveis do Lote 1, em que foi agrupado o Lote 2, Lote 3, Lote 4, Lote 5 e Lote 6. Esses imóveis avaliados inicialmente em mais de R$7 milhões foram arrematados à vista por Marcelo Magarinos por R$4.440.000,00. A comissão do leiloeiro é de 2,5% do valor total arrematado.       

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas