Publicidade

Política

Coleta de lixo pauta discussão no Legislativo

Vereador sugeriu ao poder Executivo a utilização de um percentual da taxa de coleta de lixo para pagamento do aluguel dos pavilhões onde funcionam as associações de recicladores de Erechim

Vereador sugeriu ao poder Executivo a utilização de um percentual da taxa de coleta de lixo para pag
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

Entidades de enorme importância para a comunidade, embora nem sempre devidamente reconhecidas, as associações de recicladores exercem um papel fundamental para a preservação do meio ambiente. Mesmo com esta destacada relevância, o trabalho destes profissionais muitas vezes esbarra em dificuldades financeiras, o que, por consequência, acaba impactando de forma negativa no município. Pensando em como proporcionar algum alento a uma situação nem sempre favorável, o vereador Ale Dal Zotto (PSB) apresentou na última sessão ordinária um pedido de providências em que sugere ao poder Executivo a utilização de um percentual da taxa de coleta de lixo para pagamento do aluguel dos pavilhões onde funcionam as associações de recicladores de Erechim.

De acordo com o parlamentar, o serviço prestado à cidade por estas pessoas precisa ser mais bem recompensado, e o poder público deve auxiliá-las de maneira mais efetiva. “Além do extraordinário trabalho, os recicladores contribuem para a preservação do meio ambiente, mas têm muitas vezes suas receitas prejudicadas, e, com isso, grande dificuldade em manter suas obrigações e pagamentos em dia, sobretudo o aluguel dos imóveis onde desenvolvem suas atividades”, observa.

Dal Zotto explica que a Prefeitura arrecada anualmente, junto ao Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), o pagamento da Taxa de Coleta de Lixo, e que, a partir destes valores recebidos pela referida taxa, poderiam ser destinados montantes para a finalidade solicitada. “Não bastasse o árduo e insalubre trabalho, estes profissionais ainda sofrem com a dificuldade financeira. Este recurso seria de grande ajuda às associações”, completa o vereador. O pedido (nº 465/2018) foi aprovado por unanimidade e será encaminhado ao Poder Executivo.

Publicidade

Blog dos Colunistas