Publicidade

Economia

Modelo inovador em momento histórico para Erechim

Lançado na Frinape 2018 o edital do Bairro Industrial Davide Zorzi. Lema do homenageado era “acreditar, fé e trabalho”

Barp enfatiza que já tem em torno de 70 empresas inscritas para o bairro
Por Igor Dalla Rosa Müller
Foto Igor Dalla Rosa Müller

A Frinape dos 100 anos de Erechim foi palco de um dia histórico, já que o município de Erechim por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico fez o lançamento do edital do Bairro Industrial Davide Zorzi e assinatura do termo de cooperação entre Erechim e Sicoob Transcredi, na tarde desta sexta-feira (16), no Palco Castelinho da Frinape, no Polo de Cultura.      

Segundo Rafael Ayub esse é um novo modelo de se fazer um bairro industrial. Erechim está entre as melhores cidades para se investir. “Sonho que começa a se realizar”, afirma.   

A vice-presidente da Sicoob Transcredi, Ana Rauber Balsan, afirma que é uma honra muito grande estar nessa parceria com Erechim. E que a cooperativa tem todas as condições de atender as demandas dos empresários. “Também queremos fazer parte desse desenvolvimento”, ressalta. Ana salienta que a Sicoob vai ser a ponte entre os empresários e o Bndes, é que é muito simples se tornar um associado. E, acrescenta, o objetivo da cooperativa é proporcionar felicidade por meio de recursos financeiros.

Para o presidente da Accie, Fábio Vendrúsculo, é necessário deixar de lado o passado, viver o presente e o futuro, e que desse momento todos saem renovados. “Daqui vamos construir um caminho novo”, afirma. Fábio destaca que não há outra forma de vencer as adversidades se não for com muito trabalho. Nesse momento seu discurso foi brevemente interrompido pelos aplausos do público. “Precisamos trabalhar e trabalhar”, afirma. “Contem com a Accie, conto com vocês e juntos venceremos”, salienta.

Seguindo o protocolo, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Altemir Barp, inicia dizendo que a Frinape já um sucesso e que o Bairro Industrial Davide Zorzi é um grandioso projeto, que somente se efetivou por ser fruto de um esforço conjunto da sociedade. Barp afirma que ainda há muitos desafios, mas que esse é um projeto para toda a cidade. “Nossa cidade, cidade de todos”, destaca. E, salienta, no setor público nada se faz sozinho. “Sinto feliz de fazer parte de um momento como esse”, diz.

Em seguida o prefeito de Erechim Luiz Francisco Schmidt subiu ao palco para se pronunciar e não mediu as palavras, disse como é difícil fazer as coisas andarem no setor público. “Como somos incompetentes”, afirma. E, acrescenta, o município, estado e a união são lentos. “Se cada prefeito fizer uma parte a vida fica mais fácil”, destaca. Schmidt enfatiza que gostaria de ver o distrito implantado até o final de sua gestão. E que mais um vez a bola está na mão dos erechinenses. “Que seja uma grande obra”. Por fim, ressalta que a Frinape 2018 não é nem maior, nem menor do que outras, mas que está “há altura do nosso tempo”.

Entrevistei o irmão de Davide Zorzi, empresário Ezídio Zorzi, que disse ser um orgulho para a família ter o nome do irmão lembrado por aquilo que ele foi e fez pela cidade. “Era uma pessoa que estava sempre disponível, presente. Os termos que mais usava era acreditar, fé e trabalho. Para ele não tinha a expressão ‘não dá, eu acho’, essas eram palavras que não estavam em seu vocabulário”, comenta Ezídio.

Conforme Ezídio, o irmão foi o grande empreendedor na empresa Plaxmetal. “E a família Plaxmetal está muito orgulhosa por essa homenagem feita pelo poder municipal de Erechim”, destaca. Ezídio estava presente na cerimônia, sentou nas últimas cadeiras do salão e não foi convidado a subir ao palco.    

Segundo Barp, o Bairro Industrial Davide Zorzi é um modelo inovador em âmbito nacional, porque se concretiza por meio de uma parceria entre o poder público e o setor privado. O poder público doa o terreno, hoje avaliado em torno de R$40 milhões com área de mais de 400 mil metros quadrados.

“Vamos doar os terrenos em troca da infraestrutura, e os empresários vão construir seus pavilhões, fazer a infraestrutura, calçamento, luz e água”, comenta. Barp enfatiza que já tem em torno de 70 empresas inscritas para o bairro.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas