0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Saúde

Os números estratosféricos da saúde em Erechim

A apresentação foi feita para um público bastante reduzido na Câmara de Vereadores de Erechim
Por Rodrigo Finardi
Foto Rodrigo Finardi

Na tarde de terça-feira (21), com o plenário da Câmara de Vereadores de Erechim praticamente vazio (apenas secretários, assessores e secretários), foi apresentado o relatório do primeiro quadrimestre da secretaria de Saúde. Chama atenção para os números estratosféricos e que mostra a complexidade do tema saúde. Tudo é muito. Tudo é gigante.

R$ 22,79 milhões de despesas

Para se ter uma ideia em quatro meses, de recursos municipais, estaduais e federais entrou nos cofres mais de R$ 21,6 milhões e foram gastos quase R$ 22,79 milhões em toda a estrutura. Como possuía um saldo de R$ 8,5 milhões em 31 de dezembro de 2018, pode gastar mais que entrou. Em 30 de abril tinha em caixa R$ 7,36 milhões.

R$ 10,56 milhões em folhas de pagamento

O município é obrigado é investir 15% dos recursos próprios em saúde e até o momento foram investidos mais de 20% (R$ 14,09 milhões). Apenas em folha de pagamento foram consumidos R$ 10,56 milhões (48,90% da receita total).

220.255 atendimentos

Foram realizados 220.255 atendimentos em quatro meses, uma média mensal de 55 mil atendimentos, com 46.575 pessoas acessando os serviços da secretaria. Isso representa 44,35% da população de Erechim.

140.353 quilômetros rodados

Outro dado que mostra que os números são estratosféricos é a quilometragem feita por veículos da secretaria. Só em 2019 foram rodados 140.353 quilômetros, uma média de quase 1.170 por dia.,

35% dos exames não são retirados

O secretário de Saúde, Dércio Nonemacher alerta para um problema que é recorrente. De todos os exames solicitados, 35% não são retirados e outros 35% nãos seriam necessários serem pedidos. Afirmou que irá endurecer nesse controle: “queremos manter a qualidade dos serviços prestados, porém com gestão e gastando menos”, pontuou.

R$ 4,15 milhões de dívida do Estado

Durante a apresentação foi repassado que o Estado ainda deve para o município em torno de R$ 4,15 milhões, dos anos de 2014 a 2018 e que serão pagos parcelados em 16 vezes, segundo último anúncio do governador Eduardo Leite na última segunda-feira (20).

Outros números

Foram realizados 3.357 exames terceirizados; 35.112 inspeções da vigilância sanitária e ambiental; 2.238 pacientes transportados para fora de Erechim; 2.329 atendimentos no albergue mantido pelo município em Porto Alegre; 2.235 consultas especializadas (SUS e terceirizadas)

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas