0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Região

Conselho Tutelar de Aratiba é beneficiado com emenda parlamentar

Foram repassados cinco computadores, uma impressora, um refrigerador, um bebedouro e um veículo

Entrega
Por Assessoria de Comunicação
Foto Divulgação

A entrega foi feita pelo assessor da deputada federal Maria do Rosário, Gilmar Vieira no último dia 11 deste mês em Aratiba. Os equipamentos, eletrodomésticos e o veículo foram adquiridos com recursos de uma emenda da deputada, ainda em 2017. “A doação tem por objetivo apoiar as prefeituras municipais nos processos de qualificação da rede local, fortalecendo os Conselhos Tutelares, garantindo consequentemente os direitos das crianças e adolescentes”, ressaltou o assessor Gilmar Vieira.

O prefeito em exercício Izelso Zin, destacou que a doação será muito importante para o Conselho Tutelar. “Poderemos, a partir de agora aperfeiçoar ainda mais o trabalho do Conselho Tutelar de Aratiba por isso agradecemos imensamente a deputada Maria do Rosário pela iniciativa de contribuir com esse importante órgão”.  A primeira dama, Neli Granzotto lembrou que “não podemos deixar de agradecer ao Gerson Kich que foi uma das pessoas que contribuir para que a emenda saísse”. “O Conselho Tutelar é um órgão diretamente ligado a Assistência Social, trabalhamos com crianças e adolescentes e temos a certeza que esses equipamentos irão somar para melhorar a estrutura de acolhimento”, enfatizou a secretária de Assistência Social, Maria Helena Bevilaqua Dill.  A conselheira Loiri Mocellin, destacou que “essa conquista que nos ajudará a qualificar ainda mais o trabalho do Conselho Tutelar de Aratiba. Estamos atendendo em um ótimo espaço que foi organizado pelo poder público e agora veio esse kit pra nos ajudar ainda mais”.

O Conselho Tutelar é um órgão público, permanente e autônomo, não jurisdicional, eleito pela comunidade local para zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente. Atua no âmbito do município e tem a função específica de atendimento a casos de maus tratos, espancamentos, violência sexual, negligência, exploração do trabalho infantil, abandono ou qualquer outra forma de violência cometida contra crianças e adolescentes. Suas atribuições estão previstas no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas