0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Região

Projeto dos orgânicos de Aratiba é apresentado durante o Congresso Brasileiro de Agroecologia

Com isso, o projeto será divulgado nos cadernos de Agroecologia do país

Aratiba
Por Assessoria de Comunicação
Foto Divulgação

Dentre milhares de projetos inscritos Aratiba foi selecionada para a apresentação da experiência de implementação do projeto com base em resultados alcançados. Os trabalhos selecionados foram divididos por eixos temáticos, onde a representante da Secretaria de Agricultura e fiscal do projeto Rafaela Dellagostini e o membro do Centro de Tecnologias Alternativa Populares – CETAP, Emelson Maciel dos Santos apresentaram a temática “Políticas Públicas e Agroecologia”.

O projeto dos orgânicos é uma iniciativa do Governo de Aratiba em parceria com entidades locais, que tem como objetivo buscar alternativas de produção, sustentabilidade, viabilidade econômica, conscientização e mais qualidade de vida para a população. Esse modo de produção orgânica visa beneficiar tanto os agricultores familiares como consumidores do município.

De acordo com a fiscal do projeto Rafaela Dellagostini o poder público municipal firmou parcerias que contribuíram para a adesão do programa. “O município tem uma parceria com o CETAP, que contribui com formação e capacitação técnica para os agricultores. O projeto teve início com 05 famílias e hoje trabalha com 44 (23 certificadas e 21 que estão em fase de transição), que produzem laranja, abacate, limão, alface, rúcula, cenoura, couve flor, couve chinesa, brócolis, rabanete, cenoura, beterraba, cabotiá, melancia, alho, cebola, sala, gengibre, açafrão, erva mate, batata doce, batata yacon, chuchu, mamão, banana, caqui, fruta do conde e frutas nativas em agroflorestas”. A meta é envolver 200 famílias até o ano de 2021, sendo que mais de 60%  devem ser certificadas.

“O projeto é algo que deu certo e hoje é referência em nosso estado e agora é reconhecido em nível de Brasil. Os objetivos que o programa propõe prevêm ações em torno de 06 eixos que são, a transição à produção agroecológica, o beneficiamento e o processamento, infraestrutura, logística e transporte, mercado e comercialização, sensibilização, informação e capacitação e  assistência técnica – Ater”, explicou o Técnico do CETAP Emelson Maciel dos Santos.

A primeira dama de Aratiba, Neli Granzotto, falou da importância deste projeto para o município em prol a saúde das pessoas. “As crianças de nossas escolas já estão se alimentando com merenda orgânica, junto disso estamos realizando formação com os pais para que os mesmos se conscientizem a consumir alimentos de qualidade e que visam a qualidade de vida para as pessoas”, disse.

O professor da Universidade Federal do Amazonas Willian Santos de Assis deendeu que o projeto de Aratiba deveria ser implementado em todo o Brasil. “ Quero parabenizar a gestão de Aratiba por essa importante iniciativa. É assim que a agroecologia vai se desenvolvendo, através da conscientização e formação dos agricultores e da população em geral. O que me chamou atenção além do projeto como um todo é a promoção do Jantar Ecológico como um evento de transformação com alimentos limpos e saudáveis. O trabalho que Aratiba desenvolve é rico em metodologia e implementação e com resultados positivos”, finalizou.

O Projeto Municipal de Incentivo e Consumo de Alimentos Agroecológicos foi apresentado  no XI Congresso Brasileiro de Agroecologia, que aconteceu na Universidade Federal de Sergipe em Aracajú.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas