16°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 6,41 Dólar R$ 5,44
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 6,41 Dólar R$ 5,44

Publicidade

Economia

Saque emergencial do FGTS começa no próximo dia 29

Desde segunda-feira (15), o trabalhador pode consultar dados sobre o valor que tem direito e datas de crédito pelo site da Caixa

Caixa.jpeg
Saques.JPG
Por * Com informações: www.gov.br
Foto Divulgação

O pagamento do saque emergencial no valor de até R$ 1.045 de contas ativas e inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço começará no dia 29 de junho. A ação tem como principal objetivo ajudar a população no enfrentamento aos impactos causados pela pandemia do novo coronavírus.

Serão liberados cerca de R$ 37,8 bilhões de reais para 60 milhões de trabalhadores. O pagamento será realizado por meio de Conta Poupança Social Digital, aberta automaticamente pela Caixa. Tudo de graça. E o trabalhador que tem direito ao saque do FGTS não vai precisar fazer nada. É o que prevê Medida Provisória nº 982/2020 publicada no último fim de semana.

As contas sociais já estão sendo utilizadas para o pagamento do auxílio emergencial no valor de R$ 600 por mês; e elas têm como objetivo agilizar a distribuição dos benefícios e evitar filas nas agências bancárias. “Queremos minimizar aglomerações. Esse é um ponto muito importante, porque o governo do presidente Jair Bolsonaro quer exatamente esse equilíbrio. Suportar a questão da economia, ajudando economicamente as pessoas, e, ao mesmo tempo, respeitando a questão da pandemia. Este equilíbrio é fundamental”, disse Pedro Guimarães, presidente da Caixa.

Guimarães explicou que foi montado um cronograma de crédito e saques do FGTS emergencial organizado com a liberação de outros benefícios para não haver filas e aglomerações, especialmente neste momento de pandemia do coronavírus. “Haverá escalonamento de datas para o saque por mês. Impossível realizar o pagamento de mais 60 milhões de pessoas numa data só. Então, a partir do dia 29 de junho, numa segunda feira, começará a ser depositado 5 milhões de contas por vez”.

Crédito em conta

Pelo calendário da Caixa, os depósitos do FGTS serão realizados até o dia entre o dia 29 de junho e 21 de setembro, de acordo com o mês de nascimento do beneficiário. O dinheiro vai ficar disponível na conta até 30 de novembro; e caso não haja movimentação até essa data, os recursos voltam para o saldo do trabalhador no fundo.

Após o crédito dos valores na conta poupança social digital, não será possível, em um primeiro momento, retirar o dinheiro ou fazer transferência. Mas o beneficiário poderá pagar boletos e contas, fazer compras pela internet ou utilizar o cartão de débito virtual e QR code para uso em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos comerciais. Tudo por meio do aplicativo CAIXA Tem. “Esse depósito será utilizado de quatro grandes maneiras. Pode ser utilizado gerando cartão de debito, para mais de um milhão de sites na internet; pode ser utilizado também para pagamento de boletos para qualquer instituição financeira autorizada pelo Banco Central do Brasil; para pagamento de conta de agua, luz, gás, telefone; e para compras de mais de 3 milhões de estabelecimentos pelo Brasil e mais de 9 milhões de maquininhas”, explicou o presidente da Caixa.

Saques e transferências bancárias

O dinheiro ficará disponível para saque e transferência bancária sempre aos sábados, também seguindo o critério da data de nascimento do trabalhador a partir do dia 25 de julho.

Canais de atendimento

Desde segunda-feira (15), o trabalhador pode consultar dados sobre o valor que tem direito e datas de crédito pelo site fgts.caixa.gov.br ou pela Central de Atendimento da Caixa no número 111, opção 2.

A partir do dia 19, esses serviços estarão disponíveis no Internet banking da Caixa e pelo aplicativo. Será possível ainda informar por essas ferramentas que não deseja receber o FGTS Emergencial ou desfazer o crédito feito na poupança digital.

 

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas