14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Social

Cinema e moda

teste
Divulgação
Por Estilo by Zeni Bearzi
Foto Divulgação

Cada um a seu tempo, ao seu Estilo. Falar de cinema, da sétima arte é indescritível! Na telona são retratados romances, tragédias, histórias da vida real, documentários, sempre com um tom de surrealismo, fascinando cinéfilos ou não, mas que apreciam um bom filme. Diretores, produtores, atores e expectadores – um não vive sem o outro. A moda, é um tema também sem fim, ela vai, ela volta e cada pessoa adapta-se ao seu estilo.

Na edição de hoje, vamos conhecer a paixão de Camila Fernanda Groch, pelo cinema e a empresária Clenita Ferigollo, apaixonada pela cor amarela.

Acompanhem:

Cinema: paixão de Camila

Camila Groch é referência em cinema. Fundou a Groch Filmes, e como produtora executiva atua no mercado de entretenimento e conteúdo audiovisual. Trabalha de forma associativa com diretores, roteiristas, criadores e outras companhias produtoras. Como provedora de serviços de produção executiva, tem em seu portfólio filmes e séries realizados por grandes players do setor e veiculados por HBO, A&E, Globosat, Disney Channel, Warner, Netflix entre outros.

Nas produções proprietárias e associadas, tem foco no desenvolvimento, planejamento e execução de conteúdo ficcional e documental independente, bem como de obras para circuito das artes visuais comissionados por instituições como MASP e Bienal SP. Sempre com uma estrutura armada de acordo com o propósito e escala de cada projeto.

Quem é a erechinense apaixonada por cinema?

Camila Fernanda Groch, como aluna de 1º. e 2º. Graus, sempre foi muito participativa em atividades extracurriculares e, em casa, com os irmãos Luciano, Francisco e Lúcio montavam cabanas dentro de casa e, quando não era possível, faziam na parte externa, num pé de quiri que tinha nos fundos. Isto foi uma escola natural para o futuro. Seus pais – Nilton e Maria Vanda - lembram com saudade, e maior gratidão ainda pela sua trajetória e pelas grandes superações pessoais.

Nascida em Erechim, Camila trabalha com produção cinematográfica há 22 anos. Formou-se em Comunicação Social na Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, em 1999, tendo sido a Oradora da Turma. Foi nessa época que, convivendo com pessoas da Arquitetura, Antropologia, Jornalismo e Publicidade, despertou para a arte audiovisual no momento da efervescência pós era Collor - que havia extinguido a Embrafilme. Era época de reconstrução e democratização do acesso à indústria cultural, e o fazer se aprendia fazendo. Estreou na produção através dos curtas metragens “Há Alguém no Vento”, baseado num conto de Caio Fernando Abreu, “Intestino Grosso” e “Suco de Tomate”. A partir daí, se abriam as portas para o circuito de festivais, mercados e laboratórios focados em criação, formatação e financiamento de projetos. Num mundo ainda analógico, da internet discada, era preciso circular pra encontrar sua turma e ampliar as redes e as ideias.

Nos anos 2000, já vivendo em São Paulo, Camila foi selecionada como bolsista no Curso de Especialização em desenvolvimento de Projeto Cinematográfico pela Fundación Carolina, na Espanha. Em paralelo às atividades como produtora freelancer, se dedicou também à capacitação. Ministrou palestras no SENAC/SP e FAAP (Faculdade Armando Álvares Penteado/SP), consultoria para ações da FSA (Fundo Setorial Audiovisual), ministrou workshops e cursos de Produção Executiva, e mais recentemente atuou como professora convidada na 1a edição do Curso de Pós-Graduação em Desenvolvimento de Projetos da PUC-RS.  

Em seu portfólio, como produtora executiva, estão mais de 30 títulos realizados em parceria com renomadas companhias produtoras, criadores e diretores, como as séries Coisa Mais Linda (Netflix), FDP (HBO), Terrores Urbanos (Record/ Space), Família Imperial (Disney), Tempero Secreto (GNT), além dos filmes Modo Avião (Netflix), Divórcio (melhor comédia pelo Grande Prêmio do Cinema Brasileiro de 2018), Saneamento Básico, O Roubo da Taça, O Cheiro do Ralo, entre outros. Como empreendedora, através da produtora Groch Filmes, realizou em co-produção com a Argentina o longa-metragem Sueño Florianópolis, exibido e premiado em Festivais como Toronto, San Sebastián, Mostra de São Paulo, Festival Rio, entre outros. Como produtora associada, liderou a realização no Brasil do documentário francês “Woman”, no qual trouxe à tela depoimentos de mulheres de mais de 05 estados, entre elas indígenas Yanomami.  

Vivendo atualmente em São Paulo, passou a integrar o time de Produção da Netflix em 2020, e segue engajada em contar histórias que possam mudar o mundo acessando nossas singelas subjetividades.

Para saber mais: www.grochfilmes.com

Imdb: https://www.imdb.com/name/nm1058446/?ref_=fn_al_nm_1

 

Amarelo é cor luminosa por excelência!

 

No Google, encontramos exatamente o que significam as cores. E buscamos pelo amarelo, justamente para ilustrar esta matéria.

 

Clenita Ferigollo é apaixonada por amarelo, desde criança. Não sabe explicar a razão por esta opção. Quando se veste, sempre tem algo de amarelo, seja num acessório (colar, tiara, lenço, brincos), bolsa ou calçado e noutras vezes toda a roupa que veste. Quer dizer, não sai sem um detalhe amarelo. Tem atitude, criatividade, jovialidade como significa o amarelo e combina com a personalidade de Clenita, mãe de André e Vanessa e avó de Otavio e Alina.

 

Então, o que significa amarelo?

“Amarelo é uma palavra que se origina do baixo-Latim hispânico amarellus, diminutivo do Latim amarus, “amargo”. O amarelo-dourado é a cor da bile antes de se oxidar e esverdear, sendo seu gosto extremamente amargo. Bastante estranho para uma cor símbolo da alegria.

amarelo é uma cor que desperta, que expressa leveza, descontração, otimismo. Simboliza criatividade, jovialidade e alegria.

amarelo também transmite calor, ilumina e descontrai. Como é a cor base do dourado, simboliza opulência e prosperidade. É também uma cor que carrega grande energia. A parte mais quente do fogo é o segmento amarelado da chama. Transmite otimismo e está associada ao verão e ao calor.

amarelo desperta novas esperanças para quem está em busca da cura. Contribui com vivacidade, alegria, desprendimento, leveza. Produz desinibição, brilho e espirituosidade. Mas é preciso tomar cuidado com os excessos porque o amarelo pode excitar a ansiedade e aguçar as preocupações. Usada em excesso, torna a pessoa irresponsável e volúvel.

Atrai pessoas alegres para a sua vida, rejuvenesce e traz charme; constrói confiança, dá poder de persuasão, energia e inteligência. Traz luz para a solução de problemas. O amarelo simboliza criatividade, ideias, conhecimento, alegria, juventude.

É a cor do sol, trazendo luz para as situações difíceis, ativando o intelecto, a comunicação, a harmonia do todo. Pode ser utilizado em áreas de acesso para salões sociais. Gera a impressão de calor e por isso é recomendado para climas frios.

amarelo é a cor luminosa por excelência. Atrai a atenção seja sozinho ou em conjunto com outras cores. É feliz, vibrante, vivo”.

 

Publicidade

Blog dos Colunistas