14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Saúde

Central de Triagem registra diminuição de 50% nas amostras

teste
O laboratório, localizado na sede da 11ª Coordenadoria Regional de Saúde
Por Izabel Seehaber
Foto Izabel Seehaber

Em outubro de 2020 foi criada a Central de Triagem (CT) de Erechim com o objetivo de agilizar o envio de amostras para o Laboratório Central de Saúde Pública do Estado do Rio Grande do Sul (Lacen) para realização dos testes de covid-19. O laboratório, localizado na sede da 11ª Coordenadoria Regional de Saúde, está estruturado para receber amostras de 79 municípios (região de Erechim, Palmeira das Missões e Ijuí).

Com o propósito de diminuir o tempo entre a coleta da amostra e o resultado do exame, a Central registra, atualmente, um importante indicador compreendendo os meses de julho e agosto: a diminuição de aproximadamente 50% no número de amostras por RT-PCR.

Impactos da vacinação

No acompanhamento das atividades, a farmacêutica e coordenadora da Central regional, Priscila Rosa, atua juntamente com três estagiárias, acadêmicas do curso de Farmácia da URI – Erechim. Ela explica que essa redução já pode ser reflexo da vacinação, pois, ao diminuir a circulação viral, o mesmo acontece com o número de casos suspeitos. “Em março tivemos o envio de aproximadamente 5 mil amostras da região de abrangência. Junho também registrou um número expressivo e a partir de julho e agosto, observou-se essa mudança no cenário”, comentou Priscila.

O suporte da testagem

A farmacêutica explica que a CT permite uma agilidade no fornecimento dos resultados dos testes, sendo que é possível obtê-los em 48 ou 72 horas, o que facilita muito para as pessoas que estão aguardando. Do mesmo modo, os testes rápidos também contribuem no diagnóstico.

Priscila reforça, ainda, que uma das principais estratégias para diminuir a transmissão da covid-19, é por meio da testagem e isolamento. “A oferta de testes é essencial, concomitantemente à campanha de vacinação”, acrescenta.

Na dúvida, faça o teste!

A coordenadora adjunta da 11ª CRS, Cibeli Lazzari, salienta que, nesse período do ano, principalmente, com o clima seco, muitas pessoas podem apresentar sintomas semelhantes aos registrados na covid-19, em problemas como a gripe, rinite, sinusite, entre outros. “Elas ficam em dúvida e procuram o teste. É importante que seja feita a testagem, pois é a única forma de diferenciarmos, pois os sintomas são muito parecidos. Ao perceber alguns sinais suspeitos, procure atendimento de saúde, pois há testes à disposição da comunidade”, orientou.

Priscila disse que está sendo aguardada uma ampliação de testagem pelo Ministério da Saúde. “É essencial, considerando, também, que as vacinas não têm 100% de eficácia. Desse modo, é fundamental manter um programa que permita testar e isolar as pessoas que tenham o resultado do exame positivo para o Coronavírus”, afirmou.  

Oportunidades

Aos 20 anos, Gabriele Schenatto Paim estuda no sexto semestre de Farmácia e ingressou no grupo da Central de Triagem no mês de abril. “É uma oportunidade muito interessante para nós, pois abre muitas portas, não somente para realizarmos esse trabalho, mas pela convivência com a farmacêutica que tem muito conhecimento sobre outras áreas, além do contato com os próprios colegas, de outras turmas, com os quais podemos compartilhar informações”, declarou.

A estagiária reforçou que, ao mesmo tempo, é bom saber que o seu trabalho pode contribuir de alguma maneira no enfrentamento dessa pandemia.  

Em todo o Estado, há seis centrais que fazem parte do projeto ‘Testar RS’ do governo estadual. Elas estão localizadas em: Erechim, Caxias do Sul, Passo Fundo, Pelotas, Santa Cruz do Sul e Santa Maria.

 

Publicidade

Blog dos Colunistas