Publicidade

Cultura

Muitas visões sobre o mesmo assunto

“A política em Erechim” foi o tema do bate-papo da Estação Bota Amarela

A roda de debates foi mediada pelos jornalistas José Adelar Ody e Rodrigo Finardi.
Um time de personalidades que participam diretamente dos rumos da cidade
Por Igor Dalla Rosa Müller
Foto Igor Dalla Rosa Müller

“A política em Erechim”, esse foi o tema do bate-papo da Estação Bota Amarela na Cidade da Cultura, na tarde desta sexta-feira (16), na Frinape 2018. A roda de debates foi mediada pelos jornalistas José Adelar Ody e Rodrigo Finardi. Foram muitas análises e considerações sobre a realidade da política local e nacional, com embates construtivos de pessoas que entendem e fazem parte da política pública e privada há muitos anos. Um time de personalidades que participam diretamente dos rumos da cidade. A seguir algumas citações de alguns dos presentes no debate.         

 

Para César Caldart o problema da política são as pessoas. Segundo Alcides Mandelli Stumpf, a questão central está relacionada a fragilidade dos partidos políticos. Jorge Goelzer enfatiza que se não houver voto distrital nada vai mudar, opinião que Celso Machado compartilha. Goelzer enfatiza que a reforma política é a reforma das reformas.  

Para Eloi João Zanella sem um pacto político e administrativo local a situação vai continuar como está, e nada vai mudar. Já que os políticos que fazem a legislação não vão legislar contra si mesmo. E nada não vir de cima para baixo. Tem que se resolver primeiro os problemas de casa.

Miguel Gotler ressalta que é necessário acabar com os conchavos políticos e no momento que a região tiver representação política ela vai explodir.

Rafael Ayub afirma que é preciso fazer um reforma política e tributária para que haja desenvolvimento.

O prefeito Luiz Francisco Schmidt afirma que “a culpa é de todos nós”. E, acrescenta, “será que nunca vamos amadurecer”. Ele pontua que a imprensa também tem a sua cota de responsabilidade nessa situação.

Eni Scandolara destaca que o sistema político está falido no Brasil.       

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas