14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Política

Aprovada a moção em apoio à ciência e contra o corte de recursos destinados a bolsas de pesquisa

Moção de autoria dos vereadores Anacleto Zanella (PT), Ale Dal Zotto (PSB), André Jucoski (PDT), Juares Bernardi (PSB), Sandra Picoli (PCdoB) e Serginho Bento (PT)

teste
Divulgação
Por Ascom
Foto Divulgação

Na última sessão ordinária do Poder Legislativo erechinense, realizada na segunda-feira (18), os parlamentares aprovaram a moção de autoria dos vereadores Anacleto Zanella (PT), Ale Dal Zotto (PSB), André Jucoski (PDT), Juares Bernardi (PSB), Sandra Picoli (PCdoB) e Serginho Bento (PT). O documento, subscrito ainda pelos vereadores Carlinhos Magrão (PSDB), Emerson Schelski (PSDB) e Wallace Soares (PSDB), manifesta apoio à ciência e protesta contra alterações do projeto de lei do Congresso Nacional que subtrai recursos destinados a bolsas e apoio a pesquisas do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações. Após a aprovação no plenário, a moção foi encaminhada à Câmara dos Deputados, ao Senado Federal, à presidência da República, e aos ministérios da Economia e Ciência, Tecnologia e Inovações.

 

            Conforme explicam os edis, a modificação feita no projeto original, atendendo a uma solicitação do Ministério da Economia, subtrai significativamente os referidos recursos. “É um golpe duro na ciência e na inovação, que prejudica o desenvolvimento nacional”, alertam. Ao todo, seriam destinados R$ 690 milhões para a pasta da ciência. Com a decisão do Executivo, mais de 90% desse montante foi transferido para outros ministérios, restando apenas R$ 55 milhões. “O argumento utilizado pelo ministro da Economia afronta a comunidade científica e tecnológica, afirmando que os recursos já transferidos à ciência não são utilizados. Cabe lembrar que o desvio desses recursos prejudica o desenvolvimento de nosso país, pois atinge em cheio a ciência e a inovação brasileiras. Um país que não investe na Ciência e na Educação não está preocupado com o seu futuro”, criticam os vereadores.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas