0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Especial

Emprego e renda será desafio para próximas gerações

Prefeito de Gaurama
Por Ígor Dalla Rosa Müller
Foto Arquivo BD

Gaurama é um município do Alto Uruguai com quase 6 mil habitantes, localizado a 20 quilômetros de Erechim. Economia diversificada com atividade no setor agrícola, industrial e comercial. O município vai fazer 64 anos de emancipação política e administrativa, mas tem uma colonização com mais de 100 anos de história. Segundo o prefeito de Gaurama, Leandro Márcio Puton, ele procura fazer um governo racional, e com isso gerar uma economia muito grande mensalmente.

Para ele, o município não pode se omitir de fazer gestão diante das dificuldades. “É preciso uma administração que conheça as suas potencialidades, saiba até onde o município pode ir e que tenha conhecimento das suas despesas”, observa.

Conforme Leandro, é muito importante ter cautela ao administrar o município e eleger prioridades. Gaurama está conseguindo fazer investimentos em educação, saúde, mas também realizando ações preventivas. “Entendo que tem que fazer o serviço de casa, uma gestão responsável. Se tiver noção da receita e souber programar a despesa, o município pode funcionar muito bem”, diz. E acrescenta, a marca do seu governo é trabalhar pela coletividade e, desta forma, se está conseguido avançar. “O que tem que mudar é a maneira de fazer gestão pública, que tem que ser responsável”, diz.

Segundo o prefeito, um dos grandes problemas que se desenha para as próximas gerações na região é a questão do emprego e renda. “Então, os municípios têm que buscar seu próprio caminho. Não tenho a fórmula, mas tem que ter criatividade”, afirma.

Leandro comenta que a falta de acessos asfálticos nos municípios do Alto Uruguai é um descaso de sucessivos governos estaduais, e em meio a essa situação, é preciso construir uma proposta de desenvolvimento regional. “Mas não podemos nessa construção ter como seu sucesso recursos estaduais ou federais”, diz.

O gestor afirma que é preciso uma reforma política e tributária e terminar com as emendas parlamentares. “Não dá para continuar preso a essa política, em que a emenda parlamentar é uma moeda de troca. Precisamos ter consciência para mudar a política”, diz.

Para Leandro, o Alto Uruguai tem que trabalhar o desenvolvimento industrial, do agronegócio e da agricultura familiar, que gera o alimento, fomentar as pequenas cooperativas e aprender a comercializar. “Ver as necessidades que temos na região”, afirma.

Fazer gestão pública traz resultados, afirma o prefeito. E a administração pública tem que atuar no coletivo, porque assim traz maiores resultados, o investimento envolve mais setores da sociedade.

 

Publicidade

Blog dos Colunistas